Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Sonia Sotomayor responde perguntas de senadores no Cômite Judiciário do Senado, no Capitólio | Joshua Roberts / Reuters
Sonia Sotomayor responde perguntas de senadores no Cômite Judiciário do Senado, no Capitólio| Foto: Joshua Roberts / Reuters

Sonia Sotomayor revidou as alegações de legisladores republicanos segundo as quais ela não seria isenta e levaria uma agenda liberal para a Suprema Corte, já que pode se tornar a primeira mulher hispânica da corte. Ela afirmou repetidamente que será imparcial enquanto os senadores republicanos tentavam enfraquecê-la com palavras ditas por ela mesma em discursos anteriores.

Mas apesar de todo o questionamento durante a cansativa e longa audiência, havia poucas dúvidas de que a primeira indicação do presidente Barack Obama para a Suprema Corte - com forte apoio dos democratas e sua maioria no Senado - não seria confirmada.

O senador democrata Patrick Leahy, presidente do Comitê Judiciário, disse que como previsto ela deve receber pelo menos algum apoio republicano.

Sotomayor manteve a compostura durante a audiência, ouvindo com atenção e fazendo anotações enquanto os senadores a interrogavam. Ela então respondia ao microfone, gesticulando para enfatizar suas respostas. Na quarta-feira, ela deve ser submetida a uma nova audiência.

"Meus registros mostra que em nenhum ponto ou momento eu permiti que minhas visões pessoais ou simpatias influenciassem o resultado de um caso", declarou ela durante um tenso diálogo com o senador Jeff Sessions, o principal republicano do comitê que conduz as audiências de confirmação desta semana. Ele questionou repetidamente a habilidade de Sotomayor de ser objetiva como juíza da Suprema Corte. As informações são da Associated Press.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]