i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
corrida presidencial

Trump sobe 10 pontos em dois meses e ameaça liderança de Hillary Clinton

Trump, que lidera no setor republicano por ampla margem, tem dominado a cobertura dos meios de comunicação desde que anunciou sua campanha à Casa Branca, em junho

    • SÃO PAULO
    • Folhapress
    • 19/08/2015 22:02
     | REBECCA COOK/REUTERS
    | Foto: REBECCA COOK/REUTERS

    O magnata e pré-candidato republicano à Presidência dos EUA Donald Trump está se aproximando cada vez mais da principal pré-candidata do partido Democrata, a ex-secretária de Estado Hillary Clinton.

    Segundo pesquisa CNN/ORC divulgada nesta quarta-feira (19), Trump está agora a apenas seis pontos percentuais de distância da democrata.

    Trump, que lidera no setor republicano por ampla margem, tem dominado a cobertura dos meios de comunicação desde que anunciou sua campanha à Casa Branca, em junho, e vem reduzindo rapidamente a diferença para Hillary.

    Segundo a nova pesquisa, Hillary tem 51% das intenções de voto, ante 45% de Trump, o que torna a corrida presidencial muito mais competitiva que nas pesquisas de julho (56% a 40%) e de junho (59% a 35%).

    Enquanto isso, Hillary leva vantagem em comparação com os outros aspirantes republicanos: o governador do Wisconsin, Scott Walker, é superado pela mesma margem, enquanto a distância é de nove pontos para o ex-governador da Flórida Jeb Bush e de dez para a ex-diretora-executiva da Hewlett-Packard Carly Fiorina.

    Os resultados mostram o multimilionário aumentar seu apoio apesar de protagonizar constantes polêmicas, como as que ocorreram devido às suas declarações sobre os imigrantes mexicanos e as mulheres.

    Liderança

    Hillary ainda lidera a corrida pela indicação do Partido Democrata, mas tem agora 47% de apoio, nove pontos percentuais a menos que em julho e pela primeira vez abaixo de 50%.

    O senador liberal Bernie Sanders está em segundo na corrida democrata, com 29%, o que representa uma alta de dez pontos desde julho, enquanto o vice-presidente, Joe Biden, que ainda não é oficialmente candidato, aparece em terceiro, com 14%.

    Teoricamente, o apoio a Biden passaria para Hillary, caso o vice-presidente não se candidate. Mas a pesquisa mostra que 53% dos democratas consultados acreditam que o vice-presidente deve se apresentar às primárias e brigar pela candidatura.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.