i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Tensão

Ucrânia acusa forças russas de abrirem nova frente na guerra separatista

Um pouco antes, um comunicado militar disse que guardas de fronteira tinham detido o avanço de uma coluna de blindados nos arredores de Novoazovsk

  • PorReuters
  • 25/08/2014 11:55

Os militares da Ucrânia disseram nesta segunda-feira (25) que um grupo de forças russas que se faziam passar por rebeldes separatistas cruzou a fronteira sudeste do país com dez tanques e dois veículos blindados de infantaria, com o objetivo de abrir uma nova frente no conflito separatista.

Um pouco antes, um comunicado militar disse que guardas de fronteira tinham detido o avanço de uma coluna de blindados nos arredores de Novoazovsk, a localizada situada no ponto mais extremo do sudeste na região do Mar Azov, e moradores locais, contatados por telefone, disseram ter viso tanques e outros veículos blindados se movimentando perto da cidade.

"Esta manhã houve uma tentativa de militares russos disfarçados de combatentes de Donbas de abrir uma nova área de confronto militar na região de Donetsk, no sul", disse o porta-voz Andriy Lysenko a jornalistas.

Donbas é o nome dado localmente ao leste industrializado da Ucrânia, palco do conflito de cinco meses.

Se os rebeldes tomarem o controle das regiões do sul, eles poderiam dar apoio ao bastião separatista de Donetsk, a partir do sul, com acesso mais fácil à fronteira russa.

Combates entre forças do governo e separatistas pró-Rússia vêm se concentrando até agora ao redor das duas maiores cidades sob controle rebelde, Donetsk e Lugansk.

A Ucrânia acusa a Rússia de promover rotineiramente ataques contra posições do governo ucraniano através da fronteira em apoio aos rebeldes que estão cada vez mais cercados pelas forças de Kiev.

A nova acusação de uma flagrante incursão militar russa na Ucrânia certamente vai azedar ainda mais a atmosfera entre os dois países antes das conversações na terça-feira entre o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, e o da Rússia, Vladimir Putin.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.