Uma comissão mista do Vaticano e da Palestina, emitiu a nota de um tratado nesta quarta-feira (13) que classifica o país árabe como um Estado. O tema do anúncio é um acordo de cooperação entre as duas partes, que buscam ajudar na formalização de relações da Igreja com as autoridades locais. É a primeira vez que a Igreja notifica formalmente o termo.

“Foi feita uma sessão plenária para reconhecer o trabalho feito em tom informal pela junta técnica após nossa última reunião em Ramallah, no Ministério de Relações Exteriores do Estado da Palestina em 6 de fevereiro de 2014”, diz a nota.

As conversas foram medidas pelo subsecretário de Relações Exteriores do Vaticano, Antoine Camilleri, e pelo ministro-assistente de interesses nas Relações Exteriores da Palestina, o embaixador Rawan Sulaiman. Ao total, estavam presentes seis representantes da Igreja e quatro do país árabe, entre eles Issa Kassissieh, representante do país no Vaticano.

“Notamos com grande satisfação o progresso alcançado nas formulações do acordo, que foca principalmente nos aspectos da vida e da atividades da Igreja na Palestina”.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]