O governo quer mudar a carreira dos servidores. Conheça os grandes números do funcionalismo federal e as mudanças propostas pelo Banco Mundial

22% do orçamento da União é gasto com folha de pagamento. Esse dinheiro paga:

617 mil funcionários ativos
420 mil aposentados
239 mil pensões

O peso do funcionalismo

São 300 carreiras, divididas em 25 ministérios ou entidades. E são, pelo menos, 117 tabelas de progressão salarial.

foi o quanto o governo gastou em apenas um mês (dez/17) para pagar bônus de desempenho

R$ 1,4
bilhão

Até aposentados ganham bonificação. Em um mês (dez/17), foram R$ 686 milhões para inativos

Os servidores federais são qualificados, aponta o Banco Mundial. O problema, para as contas públicas, é que o salário é alto desde o início

Apenas 15% das carreiras da administração federal têm salário inicial menor que R$ 5 mil

No Poder Judiciário, o primeiro salário de algumas carreiras passa de R$ 23 mil

O maior esforço é entrar no serviço público. Lá dentro, a progressão é rápida e irrestrita. Muitos servidores alcançam o topo em poucos anos

44% dos servidores federais recebem mais de R$ 10 mil por mês

22% recebem mais de R$ 15 mil

11% recebem mais de R$ 20 mil

Uma janela de oportunidade para mudar isso são as aposentadorias. Até 2030, 40% dos servidores terão se aposentado

SAIBA MAIS:
Notícias sobre o funcionalismo