Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | /
| Foto: /

Pontal do Paraná está em uma situação deplorável. Só quem vive aqui é capaz de entender o quanto dependemos das obras da Faixa de Infraestrutura para melhorar a vida e o futuro dos moradores e comerciantes. Hoje, o que vemos são jovens sem emprego, sem estudo, sem ter como crescer. A falta de oportunidades aumenta a violência, a criminalidade, o tráfico de drogas, os homicídios e os atropelamentos em uma rodovia sem acostamento. Temos pedestres, bicicletas e veículos, todos na mesma pista, levando a população ao desespero.

A temporada de veraneio é o único momento do ano em que temos movimento no comércio. Ainda assim, convivemos com engarrafamentos absurdos devido à falta de uma estrada apropriada para o trânsito de veículos. Que turista quer vir para cá e ficar horas parado em congestionamentos? E quando acontece uma emergência de saúde, quanto tempo uma ambulância leva para enfrentar o caos do trânsito e chegar ao hospital mais próximo, em Paranaguá? Com isso, estamos afastando os turistas que preferem frequentar outras praias em alta temporada. Não podemos continuar dessa forma, pois muitos deles trazem o nosso sustento.

Caiobá não tem porto e tem pista dupla. Por que Pontal não pode ter?

A infraestrutura precária com a qual convivemos é outro problema. Muitos moradores já perderam tudo por causa dos alagamentos frequentes. Ainda não temos um sistema de esgoto eficiente e convivemos, frequentemente, com a falta de água e luz. Que empresa investirá em Pontal do Paraná dessa forma? Como será o futuro desse lugar se continuarmos assim?

Só quem não mora aqui é contra esta obra. Vemos muitos ambientalistas e até o Ministério Público fazendo obstrução sistemática ao desenvolvimento de Pontal, sempre com os mesmos argumentos. Tentaram impedir a revisão da Poligonal, o Plano Diretor do Município e, agora, a estrada. O que ganham com isso? Nós – moradores, comerciantes, pais e mães – vemos a Faixa de Infraestrutura como uma grande esperança para a nossa redenção econômica e para o futuro dos nossos filhos e do nosso estado.

A estrada não é só para o porto, como dizem. Caiobá não tem porto e tem pista dupla. Por que Pontal não pode ter? A Faixa de Infraestrutura é para todos, é para Pontal do Paraná. É para trazer qualidade de vida para a nossa população, que vive refém das invasões e ocupações irregulares. Não podemos perder as esperanças no futuro. Cada vez mais os moradores estão engajados nesta causa, e isso ficou muito claro nas últimas audiências públicas promovidas pelo governo do estado.

Contra a Faixa de Infraestrutura:Motivação de endereço invertido (artigo de Maria Cecília Abbud, ambientalista)

Entregamos ao governador e ao MP um abaixo-assinado com mais de 12,5 mil assinaturas. Isso mostra que a maioria da população é a favor da construção do novo traçado da PR-412.Temos o segundo maior calado natural do mundo, talvez um dos melhores pontos do Brasil para o desenvolvimento de atividades portuárias, e estamos de frente para o alto-mar. Só quem enfrenta o sofrimento de Pontal no dia a dia entende o tamanho do desejo e da necessidade de mudança do povo pontalense.

Para nós, isso vai muito além de uma estrada. O sistema de drenagem dos balneários vai acabar com as inundações; a nova linha de transmissão vai melhorar a distribuição de energia elétrica. Com mais infraestrutura teremos mais investidores e, com isso, mais empregos o ano todo. Com o mercado de trabalho aquecido, teremos mais cursos de capacitação para a população local e isso já foi confirmado pela Fiep. Menos desemprego, mais oportunidades, mais fontes de renda, mais qualidade de vida. Queremos o novo traçado da PR-412, queremos um futuro promissor, lutamos pelo desenvolvimento humano e ambiental.

Gilberto Espinosa é presidente da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Pontal do Paraná (Aciapar).
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]