i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Artigo

Pelo fim dos privilégios e regalias

É insustentável continuar criando e aumentando tributos. Até agora, foram poucos os esforços das autoridades para mudar esta realidade

  • PorEdson José Ramon
  • 17/03/2017 00:02

Felipe Lima

Entra ano, sai ano, os governos continuam jogando nas costas do brasileiro uma conta que vai se tornando impagável. O Estado gigante, ineficiente e gastador é insaciável ao se apropriar das riquezas produzidas pela nação. O chamado contribuinte (na verdade, pagador de impostos) é um eterno injustiçado, vítima de uma máquina estatal cada vez mais poderosa, que deveria estar a serviço do cidadão e não dele estar se servindo.

Impostos e normas tributárias formam um emaranhado que sufoca os negócios e desestimula o empreendedorismo no país. Estamos na segunda metade de março e ainda teremos de trabalhar mais dois meses só para pagar tributos. No ano passado, segundo cálculo do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), o brasileiro trabalhou até 1.º de junho para o governo – cinco meses e um dia. Alguém duvida que em 2017 trabalharemos mais ainda para bancar nosso sócio perdulário ?

Temos mais de 90 impostos e tributos, com a perversa tributação sobre consumo que, no Brasil, pesa mais que os impostos sobre renda e patrimônio, prejudicando sobremaneira os mais pobres. A energia elétrica tem carga tributária de quase 50%; a carne bovina, de 25%; a gasolina, de mais de 55%; um computador, de 35%; e um aparelho de tevê, de 45%. Levantamento do mesmo IBPT mostra que brasileiros com renda de até três salários mínimos mensais pagam 53,79% do total de impostos arrecadados.

Até quando seremos vassalos do Estado?

Empregadores de todos os níveis, representantes do sistema produtivo, principalmente os pequenos e médios empresários, mal conseguem fazer com que suas empresas sobrevivam. Até quando seremos vassalos do Estado? Até quando o suor de nosso trabalho servirá para sustentar um sistema voraz que se retroalimenta de sua própria ineficiência, exigindo cada vez mais da sociedade?

Por que os governos nos exploram? Entre outras razões, porque somos o país das mordomias e dos privilégios, dos milhões de funcionários públicos, dos palacetes para abrigar órgãos do Executivo, do Legislativo, do Judiciário e do Ministério Público, do auxílio-moradia para quem mora na própria cidade em que trabalha, dos penduricalhos para inflar salários de castas de privilegiados do serviço público.

Milhões que saem dos bolsos dos brasileiros são usados para bancar regalias, como carros oficiais com motoristas engravatados e combustível “grátis” disponibilizados para “autoridades” em todos os escalões, das Câmaras de Vereadores aos tribunais superiores. A título de comparação, na Corte Suprema dos Estados Unidos, a nação mais poderosa do mundo, somente o presidente tem carro oficial à disposição. Outro ralo do dinheiro público é o Fundo Partidário, que custa mais de R$ 800 milhões por ano aos brasileiros para sustentar dezenas de partidos, muitos deles legendas de aluguel.

É insustentável continuar criando e aumentando tributos. Até agora, foram poucos os esforços das autoridades, sejam elas do Executivo, do Legislativo ou do Judiciário, para mudar esta realidade. O governo Temer acenou positivamente ao aprovar no Congresso a PEC do teto nos gastos e tem a oportunidade histórica de liderar iniciativas contra hábitos herdados ainda do tempo das capitanias hereditárias. Esperamos que não se deixe amedrontar pelo corporativismo daqueles que, para manter suas regalias, já se mobilizam na tentativa de boicotar as reformas.

Edson José Ramon, empresário e ex-presidente da Associação Comercial do Paraná (ACP), é presidente do Instituto Democracia e Liberdade (IDL).
10 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 10 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • N

    Neri José Vezzentim

    ± 0 minutos

    Apoio a necessidade de fazer as reformas pra regularizar os gastos públicos. Corrigindo todos os erros que geram privilégios em todas as áreas!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    E.NETO

    ± 780 dias

    Na veia.Estado Gigante, ineficiente e corrupto.Empresários de todos os tamanhos, são verdadeiros heróis.Este "socialismo" reinante tem que ter fim.O dilema é de como mudar, com as atuais estruturas de executivo,legislativo, judiciário e de modo geral, com o nível educacional médio do povo brasileiro?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Emerson

    ± 780 dias

    Criar impostos para o desgraçado trabalhador brasileiro pagar e assim sustentar políticos para lá de indecentes e apaixonados por 2017 propinas não está dando mais. Se querem dinheiro em caixa vão acabando com as próprias mordomias que então não teremos mais preocupações. É a mais pura e tenebrosa verdade...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    MATHEUS ALVES

    ± 780 dias

    Não sei muito, mas sei por experiência que o governo só te ajuda quando não te atrapalha.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • G

    Guilherme Barbosa

    ± 780 dias

    Nenhum pio sobre os marajas do judiciário, a justiça mais cara do mundo onde janot ganha 160 mil por mes e moro 100 mil? Voltamos ao tempo dos senhores feudais.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • J

      JORGE HARDT FILHO

      ± 780 dias

      Rosana mente descaradamente nos números citados. deve ser petista ou aliada. Embora os salários da justiça estejam muito acima do que deveriam para um país pobre como o Brasil.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    MARCOS LEFEVRE

    ± 780 dias

    Concordo integralmente com a analise. A questão é: como modificar esta situação, já que os beneficiados pelos privilégios são os que controlam a máquina pública?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • M

      Maria C O Prinz

      ± 780 dias

      Exatamente, Marcos. Quem?!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Rafael

    ± 780 dias

    Mas nós também somos o país com os empresários mais gananciosos. Um carro, por exemplo, mesmo descontado os impostos, chega a custar 3x mais que em países vizinhos. Escolas particulares são inacessíveis para a maioria da população, assim como os atendimentos médicos e dentários. Considerando que temos proporcionalmente quase a metade do número de servidores que os EUA, e uma população muito maior que deles depende, acho que há muitos outros culpados pela desgraça das classes média e baixa, além do governo.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • M

      MARCOS LEFEVRE

      ± 780 dias

      Não sou empresário, Rafael, mas, para mim, os empresários, não aqueles que se beneficiam de "contatos" com políticos, estão mais para heróis do que vilões. Convivem com leis trabalhistas e tributárias absolutamente anacrônicas, com mudanças frequentes na legislação e regulamentação que podem transformar seu negócio em pó, do dia para noite, na falta de proteção do Estado em questões básicas como Segurança Pública.Muito difícil ser empresário no Brasil!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.