i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Carlos Heitor Cony

Maioridade de Brasília

  • Porredacao@gazetadopovo.com.br
  • 19/04/2010 21:10
 |
| Foto:

Não chega a ser muito. Na realidade, é quase na­­da. Cinquenta anos na vida de uma pessoa é um marco, serve para avaliações e ainda há tempo para projetos. Na história de uma cidade, como Brasília, é muito pouco para uma perspectiva definitiva. O fato de ser irreversível não lhe garante ainda uma historicidade.

Mesmo assim, contrariando grande parcela da opinião pública da época de sua construção, Brasília veio para ficar. Até aqui, parece que para o bem, pois ajudou a integração nacional, criou novas fontes de trabalho e uma imagem positiva das possibilidades nacionais quando empenhadas em alguma coisa grandiosa.

Lembro duas objeções que os técnicos daquele tempo fizeram contra a nova cidade. Um engenheiro respeitável garantiu que o lago jamais se encheria. Mais tarde, JK convidou-o informalmente para um passeio de lancha no Paranoá.

Um técnico em comunicações, famoso pela virulência de seus artigos em jornal, provou por ‘a’ mais ‘b’ que a situação topográfica de Brasília impediria a telefonia, o telex, qualquer meio tecnológico de comunicação. JK mandou-lhe um telegrama no dia seguinte ao da inauguração da cidade.

Politicamente, Brasília criou problemas que não podem ser creditados exclusivamente à sua existência. O isolamento inicial facilitou algumas crises institucionais, inclusive o golpe de 64. Mas criou condições favoráveis à máquina administrativa, nem sempre voltada ao bem do país.

Atualmente, no momento de seu cinquentenário, Brasília passa por grave crise política, que, pelo menos até agora, não teve desdobramento nacional. Neste particular, funciona como uma província, uma paróquia. Para­­doxalmente, talvez seja o sinal de sua maioridade histórica.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.