i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Editorial

A necessária transformação do Brasil

  • PorGazeta do Povo
  • 07/09/2020 18:00
Bolsa Família tem reajuste no orçamento, mas benefício médio pago a famílias não vai crescer, o que complica a criação do Renda Brasil
Superação da pobreza é o maior desafio para o Brasil se tornar um país desenvolvido até 2050.| Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil

A principal variável para indicar se um país tem um elevado padrão de vida médio, equivalente ao dos países desenvolvidos, ou se o padrão médio é baixo, como nos países subdesenvolvidos, é o produto por habitante, obtido pela divisão do Produto Interno Bruto (PIB) pelo total de habitantes. O valor obtido é apresentado com os nomes de “produto per capita”, “produto por pessoa”, “produto por habitante”, “renda per capita”, “renda por habitante” ou “renda por pessoa”. O valor monetário de todos esses nomes é o mesmo, pois o produto total de um país, expressado em valores monetários, é exatamente igual à renda total do país; são as duas faces da mesma moeda. O produto corresponde ao conjunto de bens e serviços e a renda corresponde à soma dos valores pagos aos fatores de produção (recursos naturais, trabalho, capital e iniciativa empresarial) que fazem os bens e serviços.

Ao dividir o total do produto pelo total da população tem-se o produto por habitante e, por igual, a renda por habitante. Em um primeiro momento, sem considerar como o produto e a renda são repartidos entre as várias classes sociais, abaixo de um determinado valor por habitante o país é considerado pobre, pelo fato de o produto (ou a renda) total ser insuficiente para proporcionar um padrão médio de bem-estar social compatível com o que se convencionou chamar de “país desenvolvido”. Embora esses cálculos todos tenham seus aspectos técnicos de economia e contabilidade social, subjacente ao problema está uma variável fundamental e decisiva: a produtividade.

Sem adjetivação, a palavra “produtividade” fica um tanto solta quando se trata de macroeconomia e contabilidade social de um país (que é diferente da contabilidade convencional empresarial). A produtividade econômica referida é a produção por hora de trabalho humano. O produto total anual do país deriva do uso dos fatores de produção já mencionados, mas, como o destino final dos bens e serviços produzidos é o próprio ser humano que entra no processo produtivo com o fator trabalho, a fatia média do produto nacional que caberá a cada habitante resulta do produto médio por hora de trabalho multiplicado pelo número médio de horas anuais trabalhadas por todos.

O país necessita de uma grande transformação se quiser eliminar a miséria, reduzir a pobreza e ter o orgulho de se tornar uma nação desenvolvida até 2050

A distribuição não é igual para todos; logo, a renda de cada trabalhador depende da classe em que ele está inserido, conforme a remuneração que o mercado paga a cada um. Os analistas costumam classificar os trabalhadores em dez grupos de renda, chamados de “decis”. Nos países de renda elevada – caso dos Estados Unidos, com renda per capita de US$ 55 mil/ano –, mesmo que haja certa desigualdade, as pessoas que estão nos decis mais baixos conseguem ter um padrão de vida digno. Em países como a Suécia, com renda per capita de US$ 53 mil/ano, as famílias situadas nos decis inferiores da pirâmide social têm bom padrão de vida, entre outras razões, porque os serviços públicos – segurança, transporte, educação, saúde e assistência social – são de alta qualidade comparados com os precários serviços públicos de países como, por exemplo, os da América Latina.

No caso do Brasil, a renda per capita fica entre US$ 10,3 mil/ano (pelo dólar de mercado) e US$ 15 mil/ano (pelo paridade de poder de compra) e, mesmo que fosse bem distribuída com pouca desigualdade entre os dez grupos, os serviços públicos, que consomem 35% da renda nacional, piorariam o padrão das faixas mais pobres. A despeito das complexidades técnicas do assunto, não é difícil entender que o país precisa aumentar ano o ano o Produto Interno Bruto (PIB) acima da taxa de aumento populacional, a fim de elevar a renda por habitante, como precisa também melhorar os precários e caros investimentos e serviços públicos devolvidos à população.

É fundamental que a sociedade brasileira entenda, e coloque esse tema na pauta de todos os dias, que o país precisa aumentar a eficiência geral da economia, reduzir os desperdícios no setor privado e no setor público, elevar a produtividade do trabalho, melhorar a qualidade dos serviços públicos, reduzir a diferença entre os salários médios do setor estatal e os do setor privado para funções equivalentes, diminuir a distância entre as aposentadorias de funcionários públicos e trabalhadores privados, e fazer políticas públicas capazes de melhorar a pirâmide de distribuição da renda. Entre as reformas necessárias estão as reformas microeconômicas, cuja lista é bastante extensa, conforme o próprio governo chegou a anunciar.

As microrreformas devem abranger pontos já conhecidos: a legislação sobre investimentos estrangeiros; o marco regulatório das parcerias público-privadas; o programa de expansão e recuperação da malha rodoviária; o novo ciclo de investimentos em ferrovias; o sistema de portos quanto a sua expansão e modernização tecnológica; as exigências para abertura e fechamento de empresas; a simplificação dos controles burocráticos sobre os negócios; a remoção dos obstáculos à iniciativa empreendedora; e a retirada de entraves à vida do produtor de riqueza. Na edição de 2018 do Ranking de Competitividade Global, publicado pelo Fórum Econômico Mundial, o Brasil seguia na posição 72 (três posições abaixo de 2017), o pior entre os países emergentes dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), em um conjunto de 140 países analisados e comparados.

O Brasil não precisa apenas de algumas reformas setoriais e parciais. O país necessita de uma grande transformação se quiser eliminar a miséria, reduzir a pobreza e ter o orgulho de se tornar uma nação desenvolvida até 2050. O problema do país não é a falta de riquezas naturais, que são abundantes. O problema é a capacidade do povo e suas instituições em transformar a realidade de país pobre que não consegue superar seu próprio atraso.

15 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 15 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • N

    Nelson Vidal Gomes

    ± 18 horas

    Passa pela Reforma Política que institua o Parlamentarismo Clássico com voto distrital e alteração na composição e critérios de acesso do STF para 27 membros, um por cada UF, eleitos por Colégio Eleitoral para mandato de 10 anos.Feito isso as Reformas Administrativa e tributária, esta invertendo a lógica do sistema que hoje tributa mais o trabalho, a produção e o consumo para o fazer ao capital, a produção e a renda. Namastê!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • T

    tamotsu kashino

    ± 1 dias

    O texto diz, Brasil e um pais com maior rucursos naturais, e entre estes recursos se destacam agropecuaria e mineração que mostram competividade imbativel no mercado mundial, Brasil devia seguir exemplo do EUA, que no seculo passado, conquistou toda região oeste dominado pelos indios e se transformou maior produtor de alimentos, e com seus recursos investiu na industria, comercio e tecnologia e hoje é maior potencia economica, Brasil tem tudo para ser maior produtor mundial de alimentos nos proximos anos, e com seus recursos poderá recuperar as industrias, comercios e educacional, mas para isso só precisamos de um governo eficiente sem corrupção, e o Bolsonaro é uma esperança.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • T

    tamotsu kashino

    ± 1 dias

    O texto diz, Brasil e um pais com maior rucursos naturais, e entre estes recursos se destacam agropecuaria e mineração que mostram competividade imbativel no mercado mundial, Brasil devia seguir exemplo do EUA, que no seculo passado, conquistou toda região oeste dominado pelos indios e se transformou maior produtor de alimentos, e com seus recursos investiu na industria, comercio e tecnologia e hoje é maior potencia economica, Brasil tem toda potencia para ser maior produtor mundial de alimentos nos proximos anos, e com seus recursos poderá recuperar as industrias, comercios e educacional, mas para isso só precisamos de um governo eficiente sem corrupção, e o Bolsonaro é uma esperança.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Luciano

    ± 1 dias

    Procura-se líderes para nos conduzir altivos e fortes para 2050.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Luiz

    ± 1 dias

    Fácil falar em "necessária transformação" sem fazer nada pra mudar, ao contrário, contribuindo pra piorar

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Luiz

    ± 1 dias

    Os indicadores mais importantes são a "propina média de corrupção dividida pelo número de deputados, senadores, governadores, prefeitos e vereadores" e "índice de qualidade educacional por faixa etária" ... estes outros aí são mera consequência ... artigo falando o óbvio, todo mundo sabe, só faltou dizer que a péssima educação e a corrupção são os fatores impeditivos causadores de nosso atraso

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Luiz

    ± 1 dias

    Mas com esta atuação fraquíssima da grande mídia, inclusive da Gazeta, tentando enfraquecer e derrubar o Bolsonaro em favor da corrupção, sistematicamente, vai ser muito difícil produzir esta "necessária transformação" ... já podemos ver ela acontecendo, com a redução do poder dos corruptos, com a visível e significativa melhoria da infra-estrutura do país, fatos simplesmente desprezados pela mídia em geral, que parece desejar o retorno daquela maravilhosa estratégia "toma-lá dá cá" de governo que existia até recentemente, estratégia fortemente apoiada por esta mesma mídia e pelos políticos e juristas corruptos

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    MIRIAM CRISTINA

    ± 1 dias

    A mentalidade inclusive das elites não enxergam que efetivamente não se pode distribuir riqueza quando não há o que distribuir. Uma renda per capita de 10.000 dólares é pífia, perdemos para argentinos, chilenos, Uruguaios. Os políticos e o governo fazem a política do dá dá dá sem contrapartida, o bolsa família foi criado com a condição dos filhos estarem na escola; hoje apenas se dá o peixe. É claro, alguém tem que explicar porque temos o pior serviço público do mundo, com os melhores salários do mundo baseado na paridade renda per capita! Tem lógica! Alguém aí acha que não tem coisa errada!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    Nm

    ± 1 dias

    Poderemos viver um novo ciclo econômico semelhante ao Ciclo do Café na década de 50/60, com o agronegócio tendo excelente rentabilidade, certamente vai investir na indústria como aconteceu na década de 60

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marcos Ctba

    ± 1 dias

    a foto da matéria da uma ideia como são os trabalhos dos politicos no Brasil em especial do pt e a corja que trabalharam muito para termos estádios e olimpiadas , e esse é o legado que vemos , fora o exércitos de nóias que estão espalhados nas cidades

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Carlos Roberto

    ± 1 dias

    E pensar que o PT e seus puxadinhos votaram contra o Marco do Saneamento. Tem gente que apoia!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • I

    IvoHM

    ± 1 dias

    Cloaquinha!: Estou para ver comentador mais canaglia que você. Escondido atrás de um covarde anonimato, defende sempre as pautas mais calhordas: desfaz do tratamento precoce (que poderia ter salvo cerca de 40 mil vidas, não tivesse havido a campanha contra, "por ser coisa do 'Bozo'"), é a favor do aborto, da liberação das drogas, do desencarceramento, da bandidolatria, dos maiores ladrões que a humanidade já viu e, para finalizar, dos maiores genocidas. Você é podre."

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • I

    IvoHM

    ± 1 dias

    Cloaquinha!: Estou para ver comentador mais canaglia que você. Escondido atrás de um covarde anonimato, defende sempre as pautas mais calhordas: desfaz do tratamento precoce (que poderia ter salvo cerca de 40 mil vidas, não tivesse havido a campanha contra, "por ser coisa do 'Bozo'"), é a favor do aborto, da liberação .

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    NH4NO3

    ± 1 dias

    Esquece alguma mudança ou transformação boa. Temos no governo o lodo da política; seres que sairam das profundezas das tumbas para trazer a discórida e a consumação da desgraça generalizada. O governo anterior torrou dinheiro em estádios de futebol enquanto o povão não tinha lavatório para lavar a mão, muito menos sistema de esgoto instalado, nem água potável. E não precisa sair de SP ou RJ para constatar isto. Povo do Brasil não aprendeu a lição dos 40 anos de nova República: político tem 4 anos para apresentar resultado prático e objeitivo bom para o país, caso contrário, é demissão na urna. Mas não, em vez disto o povo reelege o sujeito e ainda faz fã clube.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    DENISSON HONORIO DA SILVA

    ± 1 dias

    Não há respostas simples. Onde estará essa riqueza para transformá-la em mais renda para todos? Houve uma raciocinio simplista que enxugando o estado perdulario, com as aposentadorias nababescas e estatais deficitarias, tudo melhoraria. Mas o problema é outro. Com 20% população com algum nivel educacional, não teremos a minima a chance de criar riqueza. Culturalmente edtamos atrás de até mesmo de nossos vizinhos. Devemos acabar primeiro com o viés esquerdista da nossa constituição. Depois, criar uma revolução tecnológica e educacional. Ter SUS e universidades publicas com uma renda per capita de 10.000 dolares/ano, só pode ser piada.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.