i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Editorial

A recessão esperada e as ferramentas para sair do atoleiro

  • PorGazeta do Povo
  • [02/09/2020] [18:42]
Recuperação judicial
Comércio fechado durante quarentena em Curitiba.| Foto: Lineu Filho/Tribuna do Paraná

O tamanho do tombo que a economia brasileira levou no segundo trimestre desse ano não foi uma surpresa, dada a intensidade com que a pandemia do coronavírus afetou os negócios. A queda no PIB foi de 9,7% em comparação com os primeiros três meses de 2020, a maior da série histórica iniciada em 1996. Combinado com o desempenho negativo do primeiro trimestre, revisado para -2,5% pelo IBGE (o número anterior era de -1,5%), o Brasil volta a viver uma recessão.

Com o número do PIB em mãos, políticos, formadores de opinião e brasileiros comuns buscarão culpados em todos os poderes e esferas de governo. Para uns, tudo deve recair nas costas do presidente Jair Bolsonaro, que teria menosprezado a pandemia, abrindo mão de coordenar esforços para minimizar seu impacto; outros culparão o STF, que teria “amarrado as mãos” de Bolsonaro, dando superpoderes a governadores e prefeitos; e ainda sobraria para esses mesmos governadores e prefeitos, que teriam mandado fechar tudo sem critério, sem necessidade ou cedo demais.

Por um bom tempo vamos pagar o preço por não termos realizado antes algumas reformas essenciais

Ainda haverá quem recorra à comparação com outros países para mostrar que poderia ter sido pior, mas são números que servem apenas de consolo breve. Sim, a queda do PIB brasileiro no segundo trimestre foi semelhante à dos Estados Unidos (-9,1%), da Alemanha (-9,7%) e da média da OCDE (-9,8%), e menos severa que a da zona do euro (-12,1%), da Itália (-12,4%), do Chile (-13,2%), da França (-13,8%), da Espanha (-18,5%) ou do Reino Unido (-20,4%). Mas olhar para os problemas de outros países não ameniza o fato de que o Brasil está em situação catastrófica, pois a base de comparação para nosso PIB já não era tão animadora. O país havia crescido apenas 1,1% em 2019, e apenas fevereiro deste ano tinha números mais positivos.

A pergunta a se fazer é: que ferramentas o país tem para sair do buraco em que a pandemia nos colocou? Por um bom tempo vamos pagar o preço por não termos realizado antes algumas reformas essenciais, e a previsão orçamentária de 2021, recentemente enviada pelo governo ao Congresso, mostra como o Poder Executivo já não terá margem de manobra para absolutamente nada quando terminar o estado de calamidade pública. O impulso terá de vir quase todo do setor privado, enquanto o governo terá de lutar para cortar gastos. É nesse contexto que se deve enxergar a promessa de Jair Bolsonaro de finalmente enviar a reforma administrativa ao Congresso nesta quinta-feira, dia 3, em vez de adiá-la para o ano que vem.

Se quiser recuperar a confiança dos mercados, essa reforma não pode falhar. Já é certo que ela não afetará os servidores da ativa – em parte pela relação de amor e temor entre políticos e funcionários públicos, em parte para evitar que o tema vá parar na Justiça –, valendo apenas para os que forem contratados no futuro. Como os efeitos benéficos das mudanças acabarão mitigados e adiados, melhor que essas mudanças sejam realmente substanciais, eliminando de vez todas as distorções que fazem do funcionalismo uma ilha à parte na sociedade brasileira, com mecanismos que inclusive ajudam a aumentar a desigualdade, de acordo com estudo de 2013 realizado pelo Ipea.

A “recuperação em V” que Paulo Guedes afirma já estar em curso precisa, no mínimo, nos devolver o quanto antes ao ponto onde o país estava antes da pandemia. Continuar a crescer a partir dali, no entanto, vai depender de como o governo controlará seu inchaço e seus gastos, além de atrair investimento privado. A essa altura do campeonato, reformas pela metade não servirão – pelo contrário, apenas lançarão mais dúvidas sobre a capacidade e a disposição de atacar os problemas estruturais que mantêm o Brasil no atoleiro.

9 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]
Tudo sobre:

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 9 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • O

    Otasito Sanches Tavares

    ± 0 minutos

    Ótimo editorial. É preciso enxugar a máquina pública, mas como é difícil. ..Reforma da previdência fraca, reforma administrativa atrasada e tímida, privatizações em ritmo lento, reforma tributária com possibilidade de aumentar ainda mais a carga tributária. Pelas declarações iniciais arrojadas de Paulo Guedes e pelo estilo de Bolsonaro, esperávamos ações muito mais rápidas e efetivas. Claro que não depende apenas do poder executivo, mas o governo como um todo está decepcionando. A esperança é a última que morre, mas estamos ficando cansados...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Antônio Carlos Portela Leôncio

    ± 3 horas

    Nosso temos um País rico em todos os aspectos, deixem o nosso Presidente trabalhar junto com os Ministros e apoio da Câmara e Senado que sairemos rápido dessa situação que diga de passagem todos as Países ricos também estão passando, precisamos na verdade que parte dessa impresa que gosta de jogar contra fique calada ,se não quiser ajudar não atrapalhe.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • X

    Xicote

    ± 14 horas

    Ainda tem gente que acha que Covid é uma gripezinha ..perdi parentes ..amigos..parentes pro Covid .. O Brasil esta precisando urgentemente de financiamentos externos ..o min Tarcisio tem feito milagres mas sao obrazinhas ..ponte aqui ..etradinha ali...que nao geram tanto emprego ..sustentabilidade ... Precisamos de bilhoes de dolares para reativar a economia ..mas tem os mimizentos..ai..nao dinheiro chines nao ...como se dinheiro tivesse nacionalidade !!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    Nm

    ± 14 horas

    Quando o STF se mete a decidir em áreas que desconhece dá nisso. Quem tem alguma memória, sabe que o Presidente queria um isolamento vertical, preservando produção e empregos. Afinal com a decisão de prefeitos e governadores completamente despreparados e apavorados, submetendo-se a famigerada OMS - que de saude entende tanto quanto eu, chegamos a onde estamos. Sem falar nos aproveitadores que "compraram" respiradores, material hospitalar e outros itens superfaturados. Witzel que o diga.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Luzalvo

    ± 17 horas

    Nada disso. A culpa é, principalmente, do pior jornalismo do mundo, o brasileiro, que fez o possível e o impossível para amplificar a "catástrofe do covid" na voz de gente como Átila Iamarino, aquele que anunciou 1 milhão de mortos no Brasil até agosto/2020, e que teve amplo destaque em todas as mídias. A culpa da histeria criada, da desinformação e da manipulação da pandemia, é principalmente da imprensa e por isso espero que na "catástrofe pós pandemia" que se anuncia agora, a imprensa seja a primeira a falir.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    EDUARDO SABEDOTTI BREDA

    ± 23 horas

    Enquanto o Brasil estiver dividido entre aqueles que vivem na iniciativa privada e perdem seus empregos e a casta dos servidores públicos, que, além de terem seus empregos preservados, ainda foram brindados com a manutenção dos salários, não vejo futuro possível para a nação. O Orçamento de 2021 prevê gastos de 96% com o custeio da folha . Crescer como?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Maquiavel

    ± 24 horas

    Infelizmente toda esta recessão econômica a troco de nada! O país não precisava ter parado por causa desse vírus! Culpa de prefeitinhos ditadorzinhos e governadorzinhos que só souberam jogar para a plateia tonta!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • N

      Nm

      ± 14 horas

      Parabens sua análise é perfeita.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • E

      EDUARDO SABEDOTTI BREDA

      ± 24 horas

      Perfeita a sua observação.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.