i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Editorial

Caos na Bolívia, turbulência no Chile

  • PorGazeta do Povo
  • 12/11/2019 18:00
O ex-presidente da Bolívia, Evo Morales, em El Alto, 10 de novembro de 2019. Morales renunciou à presidência do país no domingo
O ex-presidente da Bolívia, Evo Morales, em El Alto, 10 de novembro de 2019. Morales renunciou à presidência do país no domingo.| Foto: Enzo de Luca/Presidência da Bolívia/AFP

As estratégias do boliviano Evo Morales para se manter no poder terminaram com o fim antecipado do mandato do então presidente, pressionado por protestos de rua que duram semanas e que haviam obtido a adesão das forças de segurança. Na tarde de domingo, dia 10, Morales anunciou sua renúncia, poucas horas depois de prometer realizar novas eleições, sem deixar claro se participaria ou não da disputa. Morales já está no México, país que lhe ofereceu asilo, e a Bolívia vive agora um caos institucional, pois também renunciaram o vice-presidente, Álvaro García Linera, e os presidentes da Câmara e do Senado bolivianos, deixando vazia a linha sucessória.

Morales, que governava a Bolívia desde 2015, poderia muito bem ter evitado lançar o próprio país na confusão atual. A sua terceira eleição, em 2014, já tinha sido controversa, exigindo a intervenção da Justiça e uma interpretação laxista da nova Constituição do país para que Morales pudesse disputar a presidência. Quando, em 2016, a população, em um referendo, negou ao presidente a possibilidade de tentar um quarto mandato, o recado suficientemente claro foi ignorado por Morales, que mais uma vez conseguiu de uma suprema corte aparelhada a permissão para concorrer. A Bolívia vive um momento econômico favorável, com inflação e desemprego baixos e crescimento acima da média latino-americana; não é exagero imaginar que Morales teria tido enorme facilidade em fazer um sucessor, mantendo no poder o seu Movimento ao Socialismo e saindo de cena com um legado a celebrar, mas a tentação da perpetuação no poder falou mais alto.

Morales poderia muito bem ter evitado lançar o próprio país na confusão atual; bastaria ter respeitado o referendo de 2016

Se mesmo antes da eleição de outubro os bolivianos já estavam nas ruas, as irregularidades na apuração, que deu ao presidente uma vitória no primeiro turno, foram a gota d’água para a população, que colocou os ataques à democracia acima dos resultados econômicos de Morales. A oposição da comunidade internacional, por meio da Organização dos Estados Americanos (OEA), aos resultados oficiais do pleito e a adesão de policiais e militares aos protestos deixaram o presidente encurralado. Na manhã de domingo, Morales anunciou a substituição da cúpula da Justiça eleitoral boliviana e prometeu realizar novas eleições, mas não se excluiu voluntariamente, deixando subentendido que pretendia participar da disputa. O recuo não foi suficiente, culminando com a renúncia.

A Bolívia, agora, tem duas urgências: uma delas é o restabelecimento das instituições, a começar pela recomposição do governo e da linha sucessória, com a designação de um presidente interino que supervisione um novo processo eleitoral. Por esse ângulo, ao criar um perigoso vácuo de poder, a renúncia apenas agrava a crise; no entanto, a própria teimosia de Morales fez com que sua saída antecipada se tornasse o único desfecho possível. Quando os protestos ainda estavam em seus momentos iniciais, ainda havia a possibilidade de o presidente anunciar uma nova eleição, comprometendo-se explicitamente a não participar dela, e permanecer no governo até o fim do mandato, entregando a faixa a um sucessor escolhido em um pleito limpo. Mas não foi o que ocorreu: o presidente esticou a corda a ponto de os manifestantes e as forças armadas não mais se contentarem com novas eleições limpas, passando a exigir a renúncia do presidente como condição para a “pacificação e a manutenção da estabilidade”, nas palavras do chefe do Exército, Williams Kaliman. A segunda urgência é justamente esta pacificação do país, com o fim da violência nas ruas e das hostilidades a personalidades políticas pró e contra Morales, já que os distúrbios continuam mesmo após a renúncia e a saída de Morales do país.

Pacificação é o que também busca o presidente chileno, Sebastián Piñera, que já enfrenta quase um mês de protestos violentos, marcados desde o início por vandalismo e destruição, especialmente na capital, Santiago. Piñera anunciou a intenção de iniciar um processo para o estabelecimento de uma nova assembleia constituinte que dê ao país uma nova Constituição, substituindo a atual, de 1980 – herança, portanto, da cruel ditadura de Augusto Pinochet, que durou até 1990.

Em tese, quanto mais longevas as Constituições, melhor, pois indicam estabilidade democrática. No entanto, há momentos em que se justificam mudanças drásticas, como foi o caso brasileiro: após a redemocratização, a Constituição de 1988 substituiu uma Carta Magna redigida por um regime autoritário. O Chile não passou por este processo, deixando para trás a ditadura, mas mantendo a Constituição da era Pinochet, ainda que emendada. Momentos de convulsão social como os atuais, no entanto, nem de longe são os mais adequados para alterações tão profundas; afinal, novas assembleias constituintes têm carta branca, sendo impossível imaginar de antemão o que elas decidirão. Ambientes altamente polarizados ou pressionados pela confusão nas ruas não têm como gerar uma Constituição que reflita consensos e sirva de fundação para sustentar um país durante os terremotos, fazendo da intenção de Piñera uma aposta arriscada.

15 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 15 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • D

    Decio mango

    ± 0 minutos

    Chile mierda...bolivia lixo...que esperar de paises que toleram comunistas

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    PAULO C.P.

    ± 13 horas

    O Brasil hj será o Chile amanhã.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • D

      Decio mango

      ± 0 minutos

      Espero que seja apenas na sua casa....débil mental

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Eduardo

    ± 20 horas

    Estranha a situação do Chile. Aparentemente a classe média está entrando de gaiata no jogo dos black-blocks da esquerda radical.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marcus Pinheiro Machado

    ± 21 horas

    fazia tempo que não escutava (ou lia) palavras ofensivas que a China usava contra os EUA (" ...os lacaios do Vietnã do Sul") Os comunistas continuam sempre iguais

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    Jeferson

    ± 21 horas

    tudo orquestrado pela esquerda e foro de Sao Paulo

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Maquiavel

    ± 22 horas

    Sou totalmente a favor da prisão em segunda instância e diminuir os direitos dos manos na Prostituição de 88, mas com os atuais políticos que temos hoje, acho que isso seria um tiro no pé!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Elias Quadros

    ± 24 horas

    Alguma semelhança com os anos 60 e 70 quando os Estados Unidos (eles já admitiram) perturbavam a américa latina impondo ditaduras militares para serem seu lacaios?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    4 Respostas
    • P

      PAULO C.P.

      ± 13 horas

      A Terra é plana no universo dos bolsominions há há há

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • M

      Mirtão

      ± 20 horas

      Estude mais vermelhopata.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • A

      Ae Carvalho

      ± 22 horas

      Maquiavel: apoiado, Maquiavel, boa resposta!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • M

      Maquiavel

      ± 22 horas

      Ou Cuba tentando implantar o comunismo na América Latrina??

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Carlos Indio do Brasil de Paula Neves.

    ± 24 horas

    O certo é que o momento exige cautela. Especialmente aqui no Brasil, não podemos permitir que grupos radicais fomentem a instabilidade. Há necessidade das instituições, incluindo aí a senhora JUSTIÇA, agir com o intuito à manutenção da ordem pública e social. Quando assistimos o STF tomar decisões atabalhoadas de cunho político, insulflando a agitação, ao invés de pacificar, isso é preocupante. Alguém tem que agir com bom senso. A polarização continua perigosa e pode nos levar ao que há de pior, a guerra entre irmãos. Isso não é racional, tem gente que deseja o pior, mas a maioria tem consciência e rechaça a violência. Precisamos de paz e entendimento para fazer o país avançar.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    Nielsen

    ± 1 dias

    Isso é só o estopim do que vem pela frente, e não tem absolutamente nada a ver com ideologias de direita ou esquerda, simplesmente que a população não aguenta mais..

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Ariel Lazari

    ± 1 dias

    E no meio dessa bagunça na América do Sul vem o Alcolumbre sem o mínimo senso de responsabilidade falar em revogar mandatos e convocar uma constituinte para o Brasil --- parece que quer o caos

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.