i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Editorial 2

Crise no ensino

  • Por
  • 17/06/2010 21:02

O Movimento Todos Pela Educação em parceria com o Instituto Unibanco divulgou dados que prometem es­­quentar o debate sobre educação, já que o próximo presidente terá de lidar com a baixa escolaridade dos jovens brasileiros. Entre os que têm de 18 a 24 anos a média de tempo passado na escola é de 9,1 anos. Isso significa que nossos jovens não estão cursando o ensino médio e, consequentemente, não têm a chance de estudar em universidades, o que faz com que encontrem dificuldades para entrar no mercado de trabalho por não terem mão de obra qualificada. Se é ruim para eles, também é para o país. Segundo a superintendente do Instituto Unibanco, Wanda Engel, já há regiões que sofrem com a falta de profissionais qualificados e, se continuar assim, o Brasil vai parar de crescer. O ensino médio nunca foi levado a sério pelos governantes: era encarado como uma ponte para quem queria fazer curso superior. Está na hora de os governantes darem mais atenção a essa fase da educação, senão o país pode parar não por falta de emprego, mas por falta de mão de obra.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.