Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • A

    Amanda Leal

    ± 0 minutos

    Artigo ridículo e claramente homofóbico. É por isso que tem que criminalizar msm! Liberdade de opinião para rebaixar? Para humilhar? Para fazer chacota? Eduquem-se para a diferença e para diversidade! Que jornalismo é esse? Vergonha!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    LUCIANO FABIO DANTAS MEDEIROS

    ± 112 dias

    "Que ninguém pode ser humilhado pelas escolhas que faz é de uma obviedade gritante, mas isso não significa que essas escolhas e a defesa que se faz delas devam ser juridicamente blindadas de qualquer crítica". Essa passagem contém uma premissa na qual se baseia toda a argumentação do editorial: a de que a homossexualidade seria uma escolha. É uma premissa falsa. Nenhuma sexualidade pode ser escolhida. Trata-se da natureza de cada indivíduo. Por involuntária, a sexualidade não pode ser confundida com "questão comportamental". Aceito e respeito a minha natureza (que eu não escolhi) e não reconheço a ninguém o direito de expressar que é imoral eu ser quem eu sou, como pretende a Gazeta.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    LUCIANO FABIO DANTAS MEDEIROS

    ± 112 dias

    "Que ninguém pode ser humilhado pelas escolhas que faz é de uma obviedade gritante, mas isso não significa que essas escolhas e a defesa que se faz delas devam ser juridicamente blindadas de qualquer crítica". Essa passagem contém uma premissa na qual se baseia toda a argumentação do editorial: a de que a homossexualidade seria uma escolha. Trata-se, porém, de uma premissa falsa. Nenhuma sexualidade pode ser escolhida. Trata-se da natureza de cada indivíduo. Trata-se da minha natureza (que eu não escolhi) e não reconheço a ninguém o direito de expressar sua crítica ao fato de eu ser quem eu sou. Por involuntária, a sexualidade não pode ser confundida com "questão comportamental".

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • L

      LUCIANO FABIO DANTAS MEDEIROS

      ± 112 dias

      Favor excluir este comentário e manter o segundo.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • W

    WILSON PAULO BETTEGA

    ± 118 dias

    Uai não é o LEGISLATIVO que tem que LEGISLAR. O STF agora está DANDO AS CARTAS, LEGISLA MAIS QUE O LEGISLATIVO. Brasilzinho continua na FRALDA... ou melhor CONTINUA NA FRAUDE...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    Neto

    ± 118 dias

    "misturando questões comportamentais com características ontológicas do indivíduo" essa é a questão central. Afinal, homossexualismo e outros (até pedofilia) é comportamento ou é inato?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • K

    Kurpias

    ± 118 dias

    TODO PRECONCEITO É VÁLIDO! MAS O RESPEITO É OBRIGATÓRIO. O DIREITO DE NÃO GOSTAR OU ACEITAR É LIVRE. NINGUÉM É OBRIGADO A GOSTAR DE NINGUÉM. PORÉM, PRECISA PREVALECER O RESPEITO COM O OUTRO, COM O "DIFERENTE". DIFERENÇAS PRECISAM EXISTIR, É UMA QUESTÃO DE EQUILÍBRIO SOCIAL. MUITA GENTE NÃO ADMITE, EU POR EXEMPLO SOU PRECONCEITUOSO, ADMITO, TENHO MINHAS AFINIDADES COM PESSOAS E CAUSAS, E ISSO AJUDA A MOLDAR QUEM SOU. MAS FAZER O USO DE LEIS COMO IMPOSIÇÃO FERE NOSSA LIBERDADE, É UM ATO DITATORIAL. E ISSO NÃO É CORRETO.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Decio mango

    ± 118 dias

    Agora com este STF lazarento...teremos mais um ismo na nossa idioticidade....LBTGismo...quanta baboseira em menos de meio seculo

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • F

      Favero Sil

      ± 118 dias

      O STF não é o Congresso Nacional nem assembleia estadual ou câmara de vereadores. Seu papel não é legislar, sobretudo não é legislar contra os valores da maioria absoluta dos brasileiros, que preza a única igualdade que existe: aquela que se dá perante as leis, as mesmas leis que vigem para todos, independentemente de cor, credo religião e orientação sexual. O que o lobby LGTBVVEGEGEGWWW quer é simplesmente calar o dissenso e, na prática, punir que deles discorda no mais mais mínimo, razoável e inofensivo detalhe. Querem mudar a lei? Então o caminho é o Congresso Nacional. O Brasil não é uma ditadura de uma minoria intolerante, e o STF não é o que pensa ser. Basta disso.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Elvino Alberto Krieser

    ± 118 dias

    Cuidado, de Deus não se zomba. Aquilo que o homem semeia também ceifará. O STF está legislando para a minoria erótica e perversa.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    3 Respostas
    • B

      BENHUR LOUIZ FAVERO

      ± 118 dias

      "Anderson" DDD: Vai dormir Leo Dias, chega de coisarada por hoje

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • "

      "Anderson" DDD

      ± 118 dias

      Meo Deos. Perversa é essa sua cabecinha doentia e preconceituosa

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • F

      Favero Sil

      ± 118 dias

      O STF não é o Congresso Nacional nem assembleia estadual ou câmara de vereadores. Seu papel não é legislar, sobretudo não é legislar contra os valores da maioria absoluta dos brasileiros, que preza a única igualdade que existe: aquela que se dá perante as leis, as mesmas leis que vigem para todos, independentemente de cor, credo religião e orientação sexual. O que o lobby LGTBVVEGEGEGWWW quer é simplesmente calar o dissenso e, na prática, punir que deles discorda no mais mais mínimo, razoável e inofensivo detalhe. Querem mudar a lei? Então o caminho é o Congresso Nacional. O Brasil não é uma ditadura de uma minoria intolerante, e o STF não é o que pensa ser. Basta disso.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • B

    Balabo

    ± 118 dias

    a crimideia é utilizada muito na biblia, onde voce é acusado e condenado por algo que voce simplesmente pensou. tem pessoas que ainda hoje acham isto correto mas a biblia erra feio neste quesito social

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • E

      Erik Sousa

      ± 118 dias

      Mas tá na bíblia!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • G

    Gustavo

    ± 118 dias

    O que O STF está fazenda nada mais é do que um golpe de estado "branco". Está se igualando as monarquias absolutistas, onde a lei é a sua vontade. A questão é até onde o Brasil vai permitir isso. Já ameaçaram os senadores que queriam instaurar a CPI "lava-TOGA", insinuando a eles que se fossem em frente com aquilo iriam desarquivar os processos é condenar todo mundo à revelia das provas.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • F

      Favero Sil

      ± 118 dias

      O STF não é o Congresso Nacional nem assembleia estadual ou câmara de vereadores. Seu papel não é legislar, sobretudo não é legislar contra os valores da maioria absoluta dos brasileiros, que preza a única igualdade que existe: aquela que se dá perante as leis, as mesmas leis que vigem para todos, independentemente de cor, credo religião e orientação sexual. O que o lobby LGTBVVEGEGEGWWW quer é simplesmente calar o dissenso e, na prática, punir que deles discorda no mais mais mínimo, razoável e inofensivo detalhe. Querem mudar a lei? Então o caminho é o Congresso Nacional. O Brasil não é uma ditadura de uma minoria intolerante, e o STF não é o que pensa ser. Basta disso.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    carlos corsico

    ± 118 dias

    Comparar homofobia com racismo é ser racista e banalizar o passado de torturas impostas aos negros no colonialismo que ecoa ate os dias de hoje .

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • F

      Favero Sil

      ± 118 dias

      O STF não é o Congresso Nacional nem assembleia estadual ou câmara de vereadores. Seu papel não é legislar, sobretudo não é legislar contra os valores da maioria absoluta dos brasileiros, que preza a única igualdade que existe: aquela que se dá perante as leis, as mesmas leis que vigem para todos, independentemente de cor, credo religião e orientação sexual. O que o lobby LGTBVVEGEGEGWWW quer é simplesmente calar o dissenso e, na prática, punir que deles discorda no mais mais mínimo, razoável e inofensivo detalhe. Querem mudar a lei? Então o caminho é o Congresso Nacional. O Brasil não é uma ditadura de uma minoria intolerante, e o STF não é o que pensa ser. Basta disso.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • B

      Balabo

      ± 118 dias

      todas são formas de preconceitos. ou estou errado ?

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marcos

    ± 118 dias

    O Judiciário vai tirar a chance da igreja explorar o assunto nos cultos. A igreja, que já chutou santo da religião dos outros, vai ter que respeitar. Simples assim. O Legislativo se omite, influenciado pelos clérigos religiosos (laicidade foi jogada no lixo), então o Judiciário legisla. É assim que funciona. O Executivo legisla via medida provisória. O Judiciário legisla. E o Legislativo legisla naquilo que convém. É nesta pisada que o Brasil está indo. Agora o Legislativo desenterrou um projeto que criminaliza totalmente o aborto, algo que também foi decidido pelo Judiciário. Como se vê, o Legislativo é fraco em certos assuntos, não acompanha. A igreja vai ter que explorar outro assunto.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • F

      Favero Sil

      ± 118 dias

      O STF não é o Congresso Nacional nem assembleia estadual ou câmara de vereadores. Seu papel não é legislar, sobretudo não é legislar contra os valores da maioria absoluta dos brasileiros, que preza a única igualdade que existe: aquela que se dá perante as leis, as mesmas leis que vigem para todos, independentemente de cor, credo religião e orientação sexual. O que o lobby LGTBVVEGEGEGWWW quer é simplesmente calar o dissenso e, na prática, punir que deles discorda no mais mais mínimo, razoável e inofensivo detalhe. Querem mudar a lei? Então o caminho é o Congresso Nacional. O Brasil não é uma ditadura de uma minoria intolerante, e o STF não é o que pensa ser. Basta disso.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    Jorcelio Lira

    ± 118 dias

    Podem fechar o congresso! O STF resolveu ser supremo em tudo, inclusive na legislação.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • F

      Favero Sil

      ± 118 dias

      O STF não é o Congresso Nacional nem assembleia estadual ou câmara de vereadores. Seu papel não é legislar, sobretudo não é legislar contra os valores da maioria absoluta dos brasileiros, que preza a única igualdade que existe: aquela que se dá perante as leis, as mesmas leis que vigem para todos, independentemente de cor, credo religião e orientação sexual. O que o lobby LGTBVVEGEGEGWWW quer é simplesmente calar o dissenso e, na prática, punir que deles discorda no mais mais mínimo, razoável e inofensivo detalhe. Querem mudar a lei? Então o caminho é o Congresso Nacional. O Brasil não é uma ditadura de uma minoria intolerante, e o STF não é o que pensa ser. Basta disso.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • M

      Marcos

      ± 118 dias

      O Judiciário vai tirar da igreja uma das formas que ela usava para fomentar o ganha-pão. A igreja (evangélica) já chutou santo de outra religião, critica a religião afro-brasileira e critica a vida dos outros. Tomara que passe, para a igreja calar a boca e tratar de cuidar da própria vida. A igreja é contra e influenciou a questão no poder legislativo, que se omitiu. Agora é a vez do Judiciário legislar. O Executivo também legisla via medida provisória. A igreja vai ter que achar outra diretriz para usar na hora dos "cultos".

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.