i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Editorial 2

Mesa-redonda

  • Por
  • 22/09/2008 21:01

O discurso multidisciplinar já é um fato. Há exemplos muito próximos, como o das equipes mistas do Hospital de Clínicas. Médicos ouvem pastores, que escutam educadores, que falam com familiares e cuidadores. Oxalá houvesse ali também um urbanista. Os efeitos são imediatos, afinal, nenhum doente está sozinho de fato. No poder público municipal, práticas semelhantes são alardeadas. Em setores como a habitação, secretarias diferentes sentam juntas para trabalhar nos reassentamentos. A grande novidade é a presença da Fundação Cultural de Curitiba neste mutirão, posto que a cultura costuma ser um saber alienado das políticas, confundida que é com o espetáculo. São bons sinais, mas deve-se levar em conta o risco de estetizar as práticas multidisciplinares. Ou seja – são socialmente aceitas, entram para o vocabulário, para os expedientes, mas correm o risco de funcionar como um jarro de vidro na cristaleira. Todo cuidado é pouco, afinal, o saber especializado goza de grande prestígio. A sociedade se estruturou em torno dele. O nascimento de uma prática ecológica é a morte anunciada de um modo de fazer e de pensar. A mesa-redonda, quem diria, tem esse poder.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.