Moradores unidos têm mais possibilidades de discutir os problemas da região e achar metas ou soluções viáveis para a melhoria do lugar onde moram (Gazeta, 9/12). Quando a população está unida, há um poder maior, pois nos lembramos dos princípios ideais da democracia na qual a vontade da maioria prevalece. Porém é preciso dedicação, já que os trabalhos são voluntários. Hoje vemos muitas reclamações da população de que nada presta, tudo é ruim, mas ninguém se mobiliza para mudar algo. Essa é uma ótima oportunidade para pôr em prática as ideias e as metas do povo.

Vitor Fóes dos Santos

Combate ao contrabando

Até que enfim uma movimentação de fiscalização, como esta deflagrada nesta quinta-feira (Gazeta, 10/12), começou a ser realizada na fronteira com o Paraguai. Porém seria mais efetivo se houvesse uma saída diplomática no qual houvesse uma regulamentação na importação e negociação de armas de grosso calibre pelo Paraguai. A nossa dívida moral e histórica com o Paraguai deveria ser saldada de uma maneira ética e em definitivo, procurando uma forma de minimizar a vergonhosa situação da corrupção da Tríplice Fronteira.

José Arthur Malinowski

Antibióticos com receita 1

Realmente, as farmácias não estão mais vendendo antibióticos sem receita (Gazeta, 10/12). Eu concordo que a automedicação é perigosa, porém há situações em que sabemos qual o antibiótico se deve tomar. Deveria haver, na verdade, somente mais orientação sobre o uso indiscriminado de antibióticos, pois, como tudo na vida, o que manda é o bom senso.

Adriana Mateus

Antibióticos com receita 2

É lamentável que, movidas apenas pelo lucro, as farmácias tentem recorrer à Justiça para tornar sem efeito a nova resolução da Anvisa sobre a prescrição de antibióticos (Gazeta,10/12). Ela é extremamente válida e vai ao encontro da promoção da saúde: antibióticos não são medicamentos sintomáticos e devem ser prescritos por médicos, com indicação precisa conforme o caso. O uso de antibióticos sem a adequada avaliação médica é extremamente perigoso, podendo causar reações alérgicas graves, hepatites medicamentosas e uma variedade de efeitos colaterais.

Roberto Rocha, médico

Nepotismo no governo 1

O nepotismo em si não é o maior dos males. O fato mais prejudicial é a incompatibilidade entre a competência do indivíduo e as exigências do cargo que ocupa. Se determinado governante, seja ele de qual partido for, comparar opções e ainda assim decidir que um parente é o mais capacitado para o cargo, o nepotismo não será maléfico. Ter parentes em cargos relevantes aumenta também a "governabilidade", facilitando ao gestor público implantar as políticas e projetos que considerar relevantes para a população.

Maurício Stelle Tkatchuk

Nepotismo no governo 2

A Fernanda Richa já demonstrou competência suficiente quando na administração da FAS.

Lucio Mauro Spaki

Nepotismo no governo 3

Não tem jeito. O nepotismo está no sangue da cultura política brasileira desde o tempo da Colônia portuguesa e das capitanias hereditárias. Favorecimento e privilégios na estrutura do Estado são uma realidade histórica.

José Luciano Ferreira de Almeida

Palácio Iguaçu

Estou indignada com essa inauguração do Palácio Iguaçu (Gazeta, 10/12). Tem gente passando fome. O hospital do câncer precisando de ajuda e vemos esse tecido que está cobrindo o Palácio. Daria para fazer vários lençóis para o hospital Erasto Gaertner.

Beatriz Kochan

Aumento para deputados

Todos os salários dos servidores públicos deveriam ser escalonados com mesmo índice de aumento dado a deputados estaduais e secretários. Não se justifica os verdadeiros trabalhadores deste país serem tratados da forma como são.

Pedro Baptista

Secretaria da Cultura 1

As expectativas são muito grandes em relação à próxima gestão de cultura do estado. Ouvir do próximo secretário que haverá espaço para o audiovisual do Paraná na TV Educativa é ter a esperança de que teremos a cara dos paranaenses na tela. Como documentarista e coordenador do Projeto Olho Vivo, que realizou mais de 30 documentários que são praticamente um painel da identidade local (o carnaval, o jazz, os antigos armazéns, artesãos de brinquedos, Vila das Torres, catadores de papel, transexuais e tantos outros temas), fico feliz e ansioso pelas transformações em vista. E por finalmente termos a perspectiva real de criação de uma Lei de Incentivo à Cultura do estado.

Luciano Coelho, cineasta

Secretaria da Cultura 2

Repercutiu muito bem a notícia de que o novo governador vai "ressuscitar" a Secretaria da Cultura. Depois de oito anos de vazio, com uma secretária "invisível", é muito animador ver no comando deste importante órgão uma pessoa com experiência na área, e que vem com a ótima notícia de que proporá a criação de uma lei de incentivo estadual. Parece que a modernidade e a criatividade vão, enfim, levar luz e ar puro ao mausoléu em que foi transformada a nossa tão necessária Secretaria da Cultura. Vida longa às artes!

Chico Pennafiel

* * * * *

As mensagens devem ser enviadas à Redação com identificação do autor, endereço e telefone.

Em razão de espaço ou compreensão, os textos podem ser resumidos ou editados.

O jornal se reserva, ainda, o direito de publicar ou não as colaborações.

Rua Pedro Ivo, 459 - Centro • Curitiba, PR - CEP 80010-020 •

Tel.: (41) 3321-5000 - Fax: (41) 3321-5472.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]