i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
coluna do leitor

Diárias de vereadores 1

  • Porleitor@gazetadopovo.com.br
  • 24/01/2012 21:18

Vereadores são pagos pela população para legislar e fiscalizar o Executivo, funções que são exercidas necessariamente dentro do município. Quando se ausentam em período de trabalho, devem ter esses dias descontados e não pagos como diária (Gazeta, 22/1). Os "cursos", "congressos" e outras invenções são apenas arranjos para manter a farra das diárias. Cabe ao eleitor votar em candidatos a vereador cujo currículo demonstrar que estão preparados para a função. Está aí um bom tema para os deputados estaduais resolverem mediante legislação que feche esse ralo por onde se esbanjam recursos públicos.

Lauro Vianna

Diárias de vereadores 2

Isso é uma prática muito comum entre os vereadores. Um ex-vereador de uma cidade do interior, quando exercia o mandato e era presidente da Câmara, me disse que todo mês um vereador que era evangélico inventava uma viagem para Curitiba só para receber as diárias. Portanto, quando a coisa não é séria e não há investigação e muito menos punição, os espertinhos fazem o que fazem, depois vêm com aquela "cara de pau" dizendo que estavam trabalhando.

Osmar de Oliveira

Diárias de vereadores 3

O dinheiro público sai do bolso do povo e deve retornar em investimentos para o seu bem-estar. O mau emprego desse dinheiro fica por conta da falta de integridade dos vereadores beneficiados, dos presidentes das Câmaras de Vereadores e dos diretores financeiros. Diárias devem ser usadas desde que comprovada a real necessidade e haja justificativa rigorosa da presença do beneficiário nos eventos fora dos municípios. Aqueles que são responsáveis pelo emprego do dinheiro público não podem dizer que não sabem do assunto. Devem ser punidos por irresponsabilidade funcional.

Luiz Eduardo Hunzicker

Lei Rouanet

A inexistência de controle sobre a execução de projetos culturais financiados pela Lei Rouanet está a exigir investigação mais profunda com o envolvimento até da Receita Federal, já que o financiamento dos projetos se faz por meio de renúncias fiscais. Não se justifica a captação desses recursos, privilegiando personagens VIPs da vida artística brasileira, em nome de projetos culturais de traços duvidosos. Esses incentivos não alcançam os personagens humildes espalhados pelo nosso interior e que estão procurando integração aos movimentos culturais sérios e de resultados.

João Candido de Oliveira Neto

Popularidade de Dilma

A diferença entre o governo de Dilma e o de Lula é que as sujeiras atuais são menos visíveis do que as do governo anterior. É preciso muito tapete para camuflar tudo o que precisa ficar longe dos olhos do povo!

Clotilde de Lourdes Branco Germiniani

Recadastramento eleitoral

Fiz o meu recadastramento eleitoral em abril de 2011. Foi tudo muito rápido e eficiente. Fiz o agendamento pela internet, o que facilitou muito o atendimento. Levou menos de 30 minutos. O serviço funcionou bem, fato raro em se tratando de uma grande mobilização para aprimorar o nosso sistema eleitoral.

José Luciano Ferreira de Almeida

Turismo

Enquanto o Brasil mantiver preços exorbitantes e serviços de péssima qualidade em bares, hotéis, restaurantes, não dá nem para começar a falar em turismo interno. Sem contar a falta de educação da população, com sua música alta, lixo por todo lado e desrespeito às normas mais elementares da boa convivência.

Marcelo Santana

Polêmica do estádio

É uma irresponsabilidade esse "disse me disse" sobre o Atlético mandar jogos no Couto Pereira. De um lado Petraglia fala pelos cotovelos tentando barganhas de porcentuais. De outro o Coritiba desmentindo. A verdade é uma só: nem a torcida do CAP quer assistir a jogos lá, nem a do Coritiba quer vê-los no Couto Pereira. Temos de tomar cuidado para não colocar em confronto duas torcidas arquirrivais. Por que os dirigentes não param para ouvir quem realmente paga o espetáculo?

Ramirez Jr.

Copa 2014

Com a Copa do Mundo como desculpa, quase 200 mil pessoas pelo país serão removidas, desrespeitando direitos básicos com a perda de moradias, gerando prejuízos e danos pessoais, sentimentais e financeiros. E o poder público servindo, novamente, a interesses particulares, privatizando lucros e transferindo os custos para a sociedade.

Julio César Caldas Alvim de Oliveira

Rio Tibagi

Não existe mudança positiva sem sacrifícios. O povo de Ortigueira será beneficiado financeiramente com os rendimentos da usina que serão destinados ao município. Basta a população saber cobrar em que serão aplicados os recursos. Essa hidrelétrica será a salvação do município, pois a cada ano vemos os governos federal e estadual picotando os recursos destinados a pequenas cidades e esses valores recebidos pela venda da energia serão um valor que sempre estará disponível.

Maria Ines Lauber, Ortigueira – PR

Comércio de crack 1

Há venda e consumo de drogas (maconha, crack, cocaína) na Praça Adolfo João Hilario da Veiga, no Campo Comprido. Praça esta que possui uma pista de skate. O movimento de carros e motos na região é constante. Alunos das universidades da região são vistos constantemente nesta praça. Os usuários intimidam o cobrador do tubo de ônibus para entrar sem pagar passagem. Além disso, a praça tem uma academia ao ar livre, entretanto, após as 18 horas, os aparelhos são usados pelos usuários de drogas para tranquilamente saciarem o seu vicio e assim os moradores da região nem se atrevem a "tentar usar os aparelhos".

João Carlos Santos

Comércio de crack 2

Sempre há usuário de drogas, especialmente de crack, na Tibagi, entre a Rua XV e a Amintas de Barros. Nos fundos do Teatro Guaíra, ao lado de um sebo de livros. É só escurecer que começam a aparecer os usuários. Aquele trecho à noite é praticamente deserto de pedestres. Há um poste de luz com problema que fica um minuto aceso e um minuto apagado e as pessoas, ao passarem de carro, nem percebem os usuários sentados à porta dos estabelecimentos.

Regina Maria Antunes

* * * * * *

As mensagens devem ser enviadas à Redação com identificação do autor, endereço e telefone.Em razão de espaço ou compreensão, os textos podem ser resumidos ou editados. O jornal se reserva, ainda, o direito de publicar ou não as colaborações.

Rua Pedro Ivo, 459 - Centro • Curitiba, PR - CEP 80010-020 • Tel.: (41) 3321-5000 - Fax: (41) 3321-5472.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.