i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Coluna do leitor

Eleições 2014

  • Porleitor@gazetadopovo.com.br
  • 25/10/2013 21:03

Mídias Sociais

Eleições 2014

"Depois dizem que brasileiro não sabe votar e blablablá, mas é difícil escolher candidato nesse país, os inimigos de hoje serão os amiguinhos de infância de amanhã!"

Luciane Monteiro, no Facebook, comentando afirmações de Marina Silva sobre possíveis apoios da Rede na eleição para governador do Paraná.

Mais Médicos

"Pelo que pude perceber esses médicos realmente examinam o seu paciente. Não podemos dizer o mesmo dos ‘nossos’ médicos, que nem ao menos nos olham."

Nase Alexandrino, no Facebook, sobre a chegada de médicos cubanos ao Paraná.

Ferryboat

"E a ponte, quando sai?"

Jairo Ubirajara Polessi Rampazzo, no Facebook, sobre a reforma dos ferryboats da Baía de Guaratuba.

Contribua você também com sua opinião por meio da página da Gazeta do Povo no Facebook www.facebook.com/gazetadopovo ou do perfil no Twitter twitter.com/gazetadopovo

Dilma coloca o pé na estrada para a campanha (Gazeta, 25/10)! Com isso o governo fica inoperante pela ausência da presidente, ficando mais de um ano voltada para a reeleição, distribuindo benefícios nos currais eleitorais. Portanto, se a legislação eleitoral mudasse para que não houvesse reeleição dos atuais governantes, não perderíamos tempo administrativo e dinheiro público injetado pelas administrações em exercício.

Antonio Blanco Gonçalves

Semáforos 1

A coluna Entrelinhas (Gazeta, 23/10) trouxe a informação de que a prefeitura irá instalar novos semáforos em pontos em que a faixa de pedestres é só um ornamento. Estou solicitando à prefeitura, há meses, a instalação de alguma solução para dar mais segurança à travessia de pedestres da Rua Lysímaco Ferreira da Costa com a Rua Álvaro Ramos, e a desculpa é de que a sinalização do local é suficiente. Seria suficiente se os motoristas a respeitassem.

Rafael Coninck Teigão, analista de sistemas

Semáforos 2

É preciso iniciar uma campanha para a construção de mais viadutos e trincheiras em Curitiba. A colocação de mais semáforos somente irá travar mais a cidade. Curitiba parou no tempo. O trânsito hoje exige soluções que permitam ao tráfego fluir mais rápido.

José Luiz Abrão

O canhão do Paraguai 1

Inaceitável o ponto de vista de Jorge Fontoura (Gazeta, 24/10) ao invocar "rancores pretéritos" inexistentes para embasar a devolução do canhão Cristiano, conquistado a duras penas das tropas paraguaias, pelo Exército brasileiro, na Batalha de Humaitá. Não se trata de "troféu de guerra", mas de um patrimônio público e monumento à memória e bravura de mais de 50 mil brasileiros que defenderam a pátria das ambições expansionistas e desmedidas do ditador paraguaio Solano López. Além disso, os "troféus de guerra" já foram objeto do Tratado da Amizade e Cooperação assinado pelos presidentes Ernesto Geisel e Alfredo Stroessner em 1975.

Renan Maciel Brasil, advogado

O canhão do Paraguai 2

Sobre a coluna de Jorge Fontoura, reitero a sugestão de que a Itaipu Binancional encampe essa ideia, alocando na área da usina um espaço, estrategicamente escolhido entre as partes, para o tal canhão Cristiano, resolvendo de maneira simpática e inteligente esse contencioso diplomático.

Eduardo A. Waintuck, Balneário Camboriú – SC

Ginástica 1

É por isso que o Brasil e os brasileiros sempre serão coadjuvantes na história esportiva mundial. Não se dá o menor apoio para que essas pessoas se tornem, um dia, exemplo para outras milhares de meninas e meninos que nem sequer imaginam o que está acontecendo dentro dos porões do poder.

Felipe Corrêa Pontes Nogueira

Ginástica 2

É impressionante o descaso da sociedade brasileira com o futuro dos brasileiros. Um projeto como uma escolinha de ginástica, ou natação, ou atletismo, permite que os jovens sejam "contaminados" com disciplina, respeito, coleguismo, dedicação e perspectivas futuras, entre outras. O que vemos? Esses projetos esmolam migalhas, enquanto o Estado brasileiro gasta R$ 80 bilhões com o contrato da Copa do Mundo feito sem transparência com a Fifa, uma empresa privada.

José Stechman Neto

Preços da Copa

Gleisi Hoffmann afirma que fará tudo contra a possível alta de preços no período da Copa. O melhor que poderá fazer, e o governo que ela representa não o faz, é respeitar as regras de mercado. Fora isso, só resta a estupidez do congelamento de preços, cujas consequências, aliás, nós e os argentinos conhecemos muito bem.

Paulo Panossian, São Carlos – SP

PM

A Polícia Militar do Paraná é um mau exemplo no trânsito. Além do atropelamento de um transeunte de 77 anos, na Praça do Japão, o acidente também causou ferimentos nos policiais (Gazeta, 24/10). O que não foi dito é que raramente se vê um policial dentro de uma viatura usando cinto de segurança, item obrigatório por lei e que não prevê exceções.

Marcio Machado, engenheiro de segurança

Mais Médicos

Examinando a lista de médicos "estrangeiros" divulgada na edição da Gazeta do Povo de 25/10, observam-se vários nomes que sugerem origem brasileira. Isso me lembra que diversos médicos "cubanos" são na verdade brasileiros que nunca conseguiram passar em nossos vestibulares, e que por mera identificação ideológica com o comunismo de Cuba foram aceitos no curso médico lá. A maioria, porém, ao tentar voltar ao Brasil, era barrada justamente na prova do Revalida, mas agora tem as portas abertas para entrar sem comprovar capacidade alguma. Para evitar discriminações indevidas, tais colegas deveriam justamente se voluntariar para prestar o Revalida. Afinal, mesmo que não passem, não correm risco algum. E, se passarem, comprovam sua capacitação.

Marcus Fadel

Testes em animais

Esses mesmos ativistas que invadem laboratórios em defesa dos animais fazem isso depois de um belo almoço regado a bife de alcatra ou mesmo filé mignon. Espero que um filho desses tais ativistas amanhã não precise de um medicamento que estava sendo testado. Uma ideia, já que eles são tão protetores: ofereçam-se como cobaias. A natureza agradecerá.

Eufrem Lapuinka, contabilista

Testes em animais 2

Se você for à Polícia Federal tirar o passaporte, verá cartazes dizendo "Animal não é brinquedo, sente fome, frio e medo". Então, haja o que houver, concordo com os ativistas e os parabenizo (Gazeta, 25/10)!

Mauro Majczak

Aeroporto

A expansão do terminal de passageiros vai deixar o Afonso Pena bem mais organizado para receber os passageiros! Estão começando a subir as colunas estruturais de onde virá a expansão do setor de embarque, e terminando a instalação das torres de iluminação do novo pátio! Já estava mais que na hora de a Infraero investir, mas vai ficar faltando ainda a terceira pista. Outra novela!

Paulo Roberto Stradiotto

Leilão de Libra 1

A Petrobras ganhou o Oscar de maior dívida empresarial do mundo, diz relatório do Bank of América Merril Lynch. Todo este aparato deve-se ao atual governo, que provavelmente sairá comemorando esse título, assim como comemorou a privatização de Libra. Leilão de um só comprador. Sem caixa, sem preço, gasolina e diesel tabelados e represados até o dia das eleições, como sempre. Eleição após eleição, é a mesma estratégia. Neste governo, mensalão, corrupção, privatização, quebra da Petrobras, apoio a Eike Batista, apagão, Rosemeire, abafar qualquer escândalo é motivo de festa e comemoração. Vão à tevê e transformam tudo em conquistas para a nação. Até a queda de um avião, com a morte de todos os passageiros, virou celebração nas mãos do monstro irresponsável Top-Top Garcia. A única manobra ainda a ser concretizada será anexar o Brasil a Cuba e apagar a história, afirmando que quem descobriu o Brasil foram os Castros.

Eugênio Iwankiw Junior

Leilão de Libra 2

Não sou profeta do caos, mas como brasileiro não partilho (sem trocadilho) da alegria das autoridades. E são muitas as razões. Analisando os dados divulgados pela mídia, serão necessários investimentos, numa primeira fase, de US$ 700 bilhões. Em se tratando de Brasil, onde os orçamentos não são respeitados, poderíamos chegar a pelo menos US$ 1 trilhão. A diferença anual das importações e exportações vem acusando um déficit de US$ 5 bilhões. Numa conta rápida, levaríamos 200 anos para gastar todo o dinheiro do investimento. Nenhum de nos estará vivo para ver o fim desta aventura. E não se esqueçam de que os US$ 4 trilhões que dizem existir jazem a pelo menos 7 mil metros abaixo do nível do mar. Estamos esquecendo o hoje. Cresci aprendendo que o futuro não existe.

Paulo Henrique Coimbra de Oliveira

Licitação

Dilma assinou um decreto que dispensa de licitação da Geap Autogestão em Saúde, uma fundação de direito privado, para vender planos de saúde aos servidores da União. Contrariando o STF, a PGR e o TCU, pois esse ato beneficia uma entidade sob intervenção da ANS que está na esfera de influência política do PT. Só nos resta ficar de olho nas próximas eleições para a devolutiva dessa empresa em doações aos petistas. Realmente parece que não há mais decoro nesse desgoverno.

Leila E. Leitão, pedagoga

Eleição do TC 1

Que todos os deputados sofreram pressão todos sabem; não só eles, mas também membros do governo. Agora eles que digam que tipo de pressão e qual o motivo.

Carlos J. Barroso

Eleição do TC 2

O deputado Elton Welter reclama somente agora que foi achacado para votar em Fabio Camargo na eleição para conselheiro do Tribunal de Contas. É impressionante como políticos não merecedores dos cargos que ocupam tratam assuntos importantes como o caso colocado. Se tivesse preocupação real com a situação, deveria ter delatado à época dos acontecimentos.

Harry Françóia

Panterão 1

Fiquei muito feliz em ver meus vereadores pedirem o arquivamento do projeto que prevê ônibus somente para mulheres (Gazeta, 23/10). Discriminativo e antipedagógico. Não é "separando" as pessoas que vamos adquirir respeito e condições de boa convivência. Além dos aspectos de custos e operacionalidade, devemos também atentar para os aspectos antipedagógicos. Como exemplo, cito o fato de que não é engaiolando crianças bagunceiras que vamos educá-las. Além disso, dá uma conotação de que o assédio nos ônibus é aceitável.

Pita Braga Côrtes

Panterão 2

O projeto do vereador Rogério Campos que cria um ônibus exclusivo para mulheres chega a beirar o ridículo. Além de ferir a igualdade de gênero, tema sempre presente nas correntes feministas, dá a impressão à população curitibana de que a Câmara Municipal não tem muito assunto ou projeto a discutir. Os nobres vereadores deveriam se preocupar em agilizar a CPI do Transporte Coletivo de Curitiba, e dar uma resposta eficaz aos curitibanos sobre o que realmente há dentro da caixa de Pandora dos contratos de licitação e o real valor da tarifa de ônibus. Às vezes, tenho a sensação de viver na fictícia Sucupira da inesquecível série O Bem-Amado, de Dias Gomes.

Marcelo Rebinski, historiador

Trincheiras

A matéria "Duplicação da BR-116 completa dois anos e está atrasada" (Gazeta, 22/10) foi muito informativa. Sugiro verificar a situação do local onde eles pretendem fazer os retornos em nível, porque são verdadeiras armadilhas para nós, que utilizamos esse acesso todos os dias. Estão pensando em soluções paliativas que irão com certeza causar acidentes. Onde está o governo do estado, que não dá o aval para a construção das trincheiras que serão necessárias em toda a extensão?

Ednei Pontes dos Santos

Agronegócio

Conforme notícias na imprensa, o agronegócio gerou, até agosto, um superávit comercial de US$ 57,7 bilhões, 11,3% maior que o do mesmo período de 2012. Apesar da insuficiência de rodovias, ferrovias, armazenagem e o custo operacional ainda elevado dos portos brasileiros, o agronegócio, ao lado da indústria automobilística, são as grandes locomotivas da economia brasileira. Em suma, o agronegócio funciona, e se fôssemos depender da "eficiência" do MST (ligado ao PT), estaríamos importando até galinhas.

Edgard Gobbi

Polícia Civil

Já havia perseguição e assédio na época da doutora Tereza dos Santos (Gazeta, 24/10), havendo a necessidade de buscar o Judiciário para garantir acensão à carreira. Hoje, temos de buscar na PEC 51 a valorização dos trabalhadores da segurança pública, com início, meio e fim. Parabéns a essa agente que buscou chegar ao posto fim da carreira.

Ezequiel Camargo Ventura

* * * * *

As mensagens devem ser enviadas à Redação com identificação do autor, endereço e telefone. Em razão de espaço ou compreensão, os textos podem ser resumidos ou editados. O jornal se reserva, ainda, o direito de publicar ou não as colaborações.Rua Pedro Ivo, 459 - Centro - Curitiba, PR - CEP 80010-020 - Tel.: (41) 3321-5999 - Fax: (41) 3321-5472.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.