Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Defendo a Pedreira Paulo Leminski como espaço principal para shows (Gazeta, 3/10). Também creio que o Estádio Couto Pereira poderia ser usado para eventos grandes. Outro fator que desanima é a falta de qualidade técnica e de organização por parte dos promotores da cidade. Desde os anos 70 frequento shows aqui em Curitiba, e não notei nenhuma evolução, durante todos esses anos! Tenho a impressão de que tudo sempre é improvisado.

Júlio César Pereira

Shows em Curitiba 2

Na verdade é mesmo lamentável ver uma banda do nível do Scorpions ser obrigada a tocar em um estacionamento sem qualquer infraestrutura aqui na cidade. Chegou-se ao cúmulo de iniciar uma música inteira com o áudio apenas da bateria, e no decorrer do show os técnicos de som tentando de todas as formas solucionar os inúmeros problemas. Sem dúvida o melhor espaço para esse tipo de evento é a Pedreira Paulo Leminski. Acredito que se acontecessem de três a quatro shows por ano, não afetaria tanto a vida dos poucos que são contra!

Luís Macedo

Eleições 1

Infelizmente, não ocorreu renovação nem no Congresso nem na Assembleia. Aliás, políticos que foram alvo de inúmeras denún­­cias, inclusive o que disse se lixar para a opinião pública, se reele­­geram facilmente ao lado de palhaços, jogadores e demais famo­­sos! É de se questionar se vivemos realmente em um país democra­­ta ou se vivemos a ditadura do poder econômico, do clientelismo e da ignorância.

Augusto Canto

Eleições 2

É desanimador o resultado das eleições para as cadeiras federais e estaduais. Principalmente, depois das denúncias amplamente vinculadas nos órgãos de imprensa. A impressão é de que o povo ou não lê ou participa das falcatruas. Estamos direcionando os políticos para a formação de castas sociais, transmitidas de geração em geração. Algumas para o bem. Porém, infelizmente, a grande maioria para o mal, ou seja, na classificação de espertos, com a conivência dos eleitores.

Cênio Roos

Eleições 3

Momentos difíceis viveram os eleitores paranaenses na última eleição. Coligações esdrúxulas entre partidos, unindo aqueles que de antemão já sabíamos não dar certo. Pesquisas de intenção de voto foram vetadas, tornando a eleição uma incógnita até o último momento, testando a nossa paciência e inteligência.

Carmen Lúcia Rigoni

Novas experiências 1

Muitos jovens simplesmente não têm a menor noção de perigo e limite (Gazeta, 3/10). Isso ocorre por uma educação permissiva ou omissa de pais mais preocupados em cuidar de suas próprias vidas do que em acompanhar e monitorar a vida de seus filhos. O resultado é previsível, teremos jovens e adultos problemáticos. Se não se atiram nas drogas, tornam-se fracassados na área profissional e pessoal. É obrigação dos pais dialogar, argumentar e ajudar os filhos a perceberem o mundo, suas belezas e seus perigos também.

Cristina Esteves Schuster

Novas experiências 2

O que leva o jovem a se arriscar tanto em busca de novas experiências vai além da curiosidade, muitos são influenciados pelas companhias, dizem que tudo que é proibido é mais gostoso! Se tudo fosse liberado não teria graça. Só resta a nós, pais, orientá-los e tentar direcioná-los a caminhos mais seguros e corretos!

Viviane Osik Bastos

A volta do vinil 1

Mantenho uma boa coleção de discos de vinil em casa, todos em impecáveis condições (Gazeta, 3/10). O CD também tem seu espaço, quando quero praticidade, uso o CD. Mas quando quero qualidade, somente vinil! O som do CD, mesmo gravado em bons estúdios, não se compara ao do vinil. Um dia será, sem dúvida, o vinil superado, mas ainda não!

Fabiano R. Kummer

A volta do vinil 2

Os discos de vinil são uma maravilha. São de uma época de glamour nas músicas tanto brasileiras quanto estrangeiras, com muitos vinis bem elaborados esteticamente! Era muito legal, sinto falta e tenho muita vontade de comprar discos assim!

Airton Kraismann

Desarmamento 1

Primeiro devem desarmar os bandidos para depois desarmar a população ordeira, senão será o caos instalado na sociedade. Já imaginaram se os meliantes tiverem a certeza de que as pessoas de bem não possuem armas? Nesse caso tomariam de assalto a toda a população sem restrições, pois todos estariam desarmados. Prefiro que esses meliantes pelo menos tenham a dúvida de que o cidadão possa ter uma arma!

Alexandre W. A. dos Santos

Desarmamento 2

Acredito que a campanha do desarmamento é falsa e mentirosa, pois as autoridades se preocuparam em retirar as armas da população honesta e trabalhadora e até agora não conseguiram conter o contrabando e nem retirar o armamento das mãos dos malfeitores. Continuamos desprotegidos, e o bandido agradece! Graças às autoridades brasileiras, estamos presos em nossas casas com alarmes, cercas elétricas, grades, muros mais altos do que já foram, e os bandidos passeando livremente armados e matando inocentes.

Leomar Nunes de Souza

Tratamento de beleza

Buscar a perfeição ou chegar o mais próximo possível dela é um grande desejo de uma grande fatia da população, tanto feminina quanto masculina (Gazeta, 3/10). Mas promessas de tratamentos, muitas vezes agressivos à pele, podem por várias vezes trazer resultados indesejáveis ou definitivamente mudar a fisionomia de alguém. É importante uma boa alimentação, hábitos saudáveis e um toque de vaidade para retardar os efeitos do tempo. Grandes procedimentos exigem paciência e aceitação dos resultados!

Fabiana Silva

Mega-Sena

Se ganhasse o prêmio atual da Mega-Sena, venderia todos meus bens e cancelaria tudo que estivesse em meu nome. Ficaria somente com um celular e uma conta bancária para aplicação! Explico, como já sou vivido, aproveitaria para passar cada semana em uma cidade, ou região diferente, sem me preocupar com funcionários, taxas e impostos a pagar! Pois de que adianta ter um monte de dinheiro e como consequência ter mais preocupações e responsabilidades? O dinheiro seria meu empregado, e geraria muita renda!

Sérgio Dalbeto, aposentado

* * * * *

As mensagens devem ser enviadas à Redação com identificação do autor, endereço e telefone.

Em razão de espaço ou compreensão, os textos podem ser resumidos ou editados. O jornal se reserva, ainda, o direito de publicar ou não as colaborações.

Rua Pedro Ivo, 459 - Centro • Curitiba, PR - CEP 80010-020 • Tel.: (41) 3321-5999 - Fax: (41) 3321-5129.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]