Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Petrobras vai fechar fábrica de fertilizantes em Araucária que gera mil empregos
| Foto: Divulgação
Apuração em andamento
Este conteúdo é sobre um fato que ainda está sendo apurado pela redação. Logo teremos mais informações.

A Petrobras confirmou nesta terça-feira (14) o fechamento da Araucária Nitrogenados (Ansa), fábrica de compostos para fertilizantes localizada em Araucária. A possibilidade era dada como certa desde que a estatal anunciou, em novembro do ano passado, o fracasso na tentativa de venda da unidade.

RECEBA notícias pelo whatsapp

De acordo com comunicado da Petrobras, a indústria na região metropolitana de Curitiba teve prejuízo de R$ 250 milhões em 2019 e estimava perda de R$ 400 milhões para 2020. "No contexto atual de mercado, a matéria-prima utilizada na fábrica (resíduo asfáltico) está mais cara do que seus produtos finais (amônia e ureia) e as projeções para o negócio continuam negativas. A Ansa é a única fábrica de fertilizantes do país que opera com esse tipo de matéria-prima", destaca o material.

Segundo a estatal, a fábrica "permanecerá hibernada em condições que garantam total segurança operacional e ambiental, além da integridade dos equipamentos". As operações serão encerradas, no entanto, e os 396 trabalhadores diretos da unidade serão demitidos.

A Petrobras diz, porém, que está negociando programas de capacitação profissional para profissionais das comunidades no entorno da fábrica.

Sindicato contesta fechamento

De acordo com o Sindiquímica-PR, sindicato que representa os trabalhadores dessa indústria, o impacto do fechamento será bem maior que o descrito pela estatal.

Diretor da entidade, Santiago da Silva Santos diz que a Araucária Nitrogenados gerava perto de mil postos de trabalho, somando os diretos com os terceirizados. Se levada em conta a geração de empregos indireta, o número pode beirar os 3 mil, diz o dirigente sindical.

A entidade contesta ainda a necessidade de venda ou fechamento da empresa. "Esse prejuízo é simplesmente contábil para a empresa. A Petrobras deu R$ 15 bilhões de lucro no ano passado. Dentro do sistema Petrobras, ao longo dos anos, sempre teve empresas que deu mais prejuízos, que deu mais lucros. Ela faz esse equilíbrio", diz Santos. "O setor de fertilizantes tende, a longo prazo, retomar [os lucros]", aponta.

Conteúdo editado por:Marcos Tosi
21 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]