Somente no mês de março, foram abertos 1.447 leitos exclusivos para tratamento da Covid-19
Somente no mês de março, foram abertos 1.447 leitos exclusivos para tratamento da Covid-19| Foto: Geraldo Bubniak/AEN

Autoridades na área da saúde já observavam com mais preocupação os números da pandemia do coronavírus no Paraná desde o final do ano passado. Mas foi em meados de fevereiro, já no Carnaval de 2021, que a demanda na rede hospitalar pública e privada do Paraná começou a crescer de forma veloz: um mês depois, em 16 de março, a fila de pessoas que estavam na espera por um leito de Covid-19 bateu recorde: 1.357 aguardavam transferência para leitos adequados (veja quadro logo abaixo). Quase 15 dias depois, em 30 de março, última terça-feira, outro recorde: 5.754 pessoas internadas com sintomas da Covid-19, entre casos confirmados e suspeitos (veja quadro logo abaixo). Os dois números – da fila e das internações - nunca foram tão altos.

A explosão da fila de espera por um leito fica ainda mais evidente quando o governo estadual e o Ministério da Saúde lembram que, somente no mês de março, foram abertos 1.447 leitos exclusivos para tratamento da Covid-19. Contrário à estratégia do “hospital de campanha”, o governo paranaense aproveita o número para fazer um paralelo: aponta que é como se o Paraná tivesse levantado 14 hospitais de campanha de 100 leitos cada. Do total de leitos ativados, 493 são de terapia intensiva (UTI) e 954 de enfermaria, todos destinados a adultos. Depois do recorde registrado em 16 de março, a fila começou a cair, mas ainda se mantém em um patamar elevado: em 31 de março, a fila de espera estava em 735 pessoas.

Já o número de internações continua subindo. No primeiro dia de 2021, 2.602 pessoas estavam internadas com sintomas da Covid-19: 1.905 ocupavam leitos do SUS reservados exclusivamente para pacientes da doença; 274 estavam em outros leitos do SUS, não exclusivos; e 423 ocupavam leitos na rede privada. Dois meses depois, em 1 de março, o número de internações já estava em 3.650. Um mês depois, em 31 de março, o salto foi para 5.620 (4.060 em leitos do SUS exclusivos; 748 em outros leitos do SUS; e 812 em leitos da rede privada). Assim, o mês de abril já começa com números altos.

Boletim da Secretaria de Estado da Saúde divulgado na quinta-feira (1) mostra que, desde o início da pandemia, há mais de um ano, até agora, já foram registradas 16.824 mortes em decorrência da Covid-19 no Paraná. No período, 845.962 pessoas foram infectadas pelo coronavírus no estado.

9 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]