Guarda Municipal e PM vão ajudar a fiscalização para barrar aglomerações com a volta da bandeira laranja.
Guarda Municipal e PM vão ajudar a fiscalização para barrar aglomerações com a volta da bandeira laranja.| Foto: Ricardo Marajó / SMCS

Controlar a circulação de jovens, os principais vetores de transmissão de Covid-19 no momento, é um dos objetivos da prefeitura de Curitiba ao decretar a volta da bandeira laranja nesta sexta-feira (27).

As principais notícias do Paraná no seu WhatsApp

Tanto que os únicos estabelecimentos que terão de fechar por sete dias são bares, casas noturnas e outros que causam aglomerações, em especial do público mais jovem. Já parques, shoppings, lojas, restaurantes, entre outros, poderão funcionar, mas serão fiscalizados.

“Não temos queixas de shoppings, de academias, que são ambientes controlados. O recorde de queixas todo mundo sabe onde é. Semana passada, vi uma aglomeração de jovens em torno de bares que parecia o fim do mundo: todo mundo sem máscara, sem distanciamento”, criticou a secretária de Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak, em entrevista coletiva nesta sexta.  “E quem bebe tende a negligenciar os cuidados preventivos, inclusive dividindo copos”, complementou.

Nos últimos dias, o número de casos de Covid-19 entre jovens de 10 a 29 anos teve um aumento de quase 98%. Este dado junto com a comprovação de que a maioria das transmissões são intrafamiliares geram preocupação com o público mais novo.

“Estes jovens tendem a ter casos leves, muitas vezes assintomáticos. Só que eles transmitem e podem levar o vírus para casa. E vale lembrar que no ambiente familiar as pessoas não tendem a usar máscaras. Aí passa a doença para a mãe, para o pai,  para a avó”, reforça a secretária. “Isso vai se repercutir no idoso daqui a pouco e nos preocupa essa displicência dos jovens”, alerta.

PM E GM nas ruas

Para controlar esse fluxo de pessoas e reduzir a transmissão do coronavírus, a prefeitura buscou apoio da Polícia Militar (PM). Quinta-feira (27), o prefeito Rafael Greca se reuniu com o comandante da PM, coronel Péricles de Matos, para delinear operações junto com a Guarda Municipal para barrar aglomerações. As operações serão em especial no entorno de bares, em pontos como como Largo da Ordem, as redondezas das ruas Itupava, Trajano Reis, entre outros.

“O plano integrado entre a Guarda Municipal e a Polícia Militar para evitar aglomerações está em operação desde ontem [quinta]. Serão fiscalizados bares, seus entornos, parques e outros locais”, explica o diretor do Centro de Epidemiologia da prefeitura, Alcides Oliveira.

Além disso, já estão reforçadas operações da Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu) – força-tarefa do município e do governo do estado com Vigilância Sanitária, Urbanismo, PM, GM, Corpo de Bombeiros e outras entidades. O foco, aponta a diretora do Centro de Saúde Ambiental da prefeitura, Rosana Zappe, serão autuações diretas, não notificações.

A secretária de Saúde alerta ainda que a fiscalização não irá cuidar só de estabelecimentos comerciais. “Não dá paras as pessoas levarem as festas, um buffet para o seu condomínio ou mesmo para sua casa. O risco é muito grande. Por isso, também vamos fiscalizar essas situações”, reforça. Denúncias podem ser feitas pela Central 156 da prefeitura por telefone, aplicativo ou site e pela Central 190 da PM por telefone ou aplicativo.

21 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]