i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Contágio

Taxa de transmissão do coronavírus no Paraná supera 1,5; terceira pior do país

  • 15/06/2020 19:25
Estudo da UFPR aponta taxa de transmissão com base no número de óbitos e não de casos, para não sofrer influência de variação na política de testagem
Estudo da UFPR aponta taxa de transmissão com base no número de óbitos e não de casos, para não sofrer influência de variação na política de testagem| Foto:

Dois paranaenses contaminados pelo coronavírus estão infectando outros três, aumentando o número de novos casos diários da doença, representando uma taxa de 1,5. Essa é uma forma de explicar os dados de um estudo do departamento de estatística da Universidade Federal do Paraná (UFPR), em parceira com a epidemiologia do Hospital de Clínicas de Curitiba, que revelou uma tendência de alta na disseminação da doença no estado.

RECEBA as notícias do Paraná no whatsapp

O índice mede o potencial de contaminação do vírus. A epidemiologia considera que uma doença está sob controle quando o índice está abaixo de 1, o que indica que um doente contamina menos que uma nova pessoa, fazendo que, no longo prazo, o número de novos casos diários seja menor que nos dias anteriores.

Depois de um pico de taxa de reprodução de 3,5, registrado em 6 de abril, o Paraná vinha baixando seu índice e chegou a ficar abaixo de 1 entre os dias 7 e 17 de maio. O melhor índice foi no dia 12 (0,77). Justamente na segunda semana de maio, quando os decretos de restrições de circulação de pessoas nas cidades paranaenses foram afrouxados, como os que determinavam o fechamento de parte do comércio, o índice passou a crescer.

Atualmente, o nível de transmissão do coronavírus no Paraná só está abaixo dos níveis do Mato Grosso do Sul (2,82) e do Mato Grosso (1,59). A média brasileira já está abaixo de 1, é 0,98. “Enquanto no Brasil todo o Rt (taxa de reprodução do vírus) vem diminuindo, no Paraná a situação piorou bastante. O Rt está subindo e chegou em 1,51. Mesmo Santa Catarina, que afrouxou as restrições sociais antes do Paraná, está com a situação mais controlada, com Rt 0,82”, comenta o estatístico Wagner Hugo Bonat, um dos autores do estudo.

Na última semana, o Paraná registrou seus piores índices de isolamento social pelo monitoramento da empresa In Loco Inteligência de Dados. Segundo o levantamento, que monitora a circulação dos usuários de mais de 60 milhões de aparelhos celulares do país, apenas 35,1% dos paranaenses respeitaram o isolamento social no dia 12 de junho (sexta-feira), o índice mais baixo desde 18 de março.

A média de novos casos diários no estado também foi a maior na semana entre 4 e 6 de junho, com 331,6 casos por dia, ante 255,1 da semana anterior. Nota técnica da UFPR aponta que a aceleração da disseminação da Covid-19 é motivo de preocupação no Paraná, sugerindo que medidas de distanciamento social mais rígidas devem ser impostas, sob o risco do sistema de saúde pública ficar perto do colapso nos próximos 30 dias.

“O achatamento da curva de transmissão observado possibilitou que não houvesse colapso do sistema de saúde no Estado do Paraná até então, e demonstrou a efetividade de medidas de distanciamento social. No entanto, o aumento da mobilidade social e a diminuição do distanciamento, notados a partir da segunda semana de maio, têm elevado o número de novos casos diários com o consequente aumento a taxa de ocupação de leitos hospitalares”, diz a nota técnica.

14 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 14 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • L

    Luiz Renato Stival

    ± 2 dias

    Para maior clareza da informação é importante que se apresente em quais regiões houve a evolução dos casos, pois pelo que se observa, há ainda inúmeras cidades com reduzido número de casos ou até nenhum. Eu não utilizo ônibus, mas percebo que aqueles que vem da Região Metropolitana e alguns que saem dos terminais em Curitiba, não estão respeitando os limites impostos pelas autoridade sanitárias. Torna-se importante saber em quais classes que se verificaram a evolução dos casos. Se é para prestar informações, que o façam com clareza e aprofundamento na matéria. De presunções, estatísticas e disque-me-disse, já estamos fartos.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • N

      Nikoski.M.A

      ± 2 dias

      Só para complementar sua muito boa postgem,, "UFPR,, números jogados al Léu não configuram base estatística séria.... fazem parecer com números distorcidos e pouco críveis que estamos em nova espanção de contágio..... um exelente termometro e radiografia da realildade são os leitos de hospital.... estão todos com sobras de leito inclusive de UTI's.....

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • V

    VIVIAN LUCIA ASINELLI MARTYNETZ

    ± 2 dias

    Ninguém sabe nada. Com estes governantes e esta OMS, é cego guiando cego.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    Sr. Walker

    ± 2 dias

    A polacada se encheu desse isolamento e distanciamento. agora é a vez das 'otoridades' trabalharem. Ficar se vangloriando de baixa ocupação nas TUIs, 41 leitos aqui, 18 ali, 8 ali, 7 não sei nem onde. A pandemia vai passar pelo estado de avião não, ele anda bem rentinho do chão, até rastejando quando quer. Então, está ainda chegando por aqui a onde. Ou alguém acha que seríamos poupados? Sem explicação nenhuma?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Adriano

    ± 2 dias

    Não são medidas mais rígidas de distanciamento que devem ser tomadas e sim o sistema de saúde que deve ser fortalecido para atender as pessoas no início dos sintomas.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Patricia

    ± 2 dias

    Acho importante indicar que começaram a contabilizar os teste de farmácia a partir de 28/05. E aí toda a estatística se alterou.. falta esta análise junto.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Luiz Carlos Giublin Junior

    ± 2 dias

    Se o jornalista quer dar informação correta explique como se calcula esse tal de "Rt", taxa de reprodução do vírus. Deve ser uma fórmula simples já que o cálculo é diário. Pessoalmente penso que é mais um "chutômetro" como tudo o que foi criado nessa pandemia, para levar pânico à população. Em SP chegaram a divulgar o número de pessoas que foram salvas com o isolamento. Ou seja, uma imbecilidade total, visto a quantidade imensa de variáveis que influenciam nessa equação, inclusive algumas impossíveis de se medir, por serem de caráter subjetivo. Traga a fórmula Sr Roger Pereira, para que se possa comprovar que ela existe. Ao menos....

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • ± 2 dias

      http://leg.ufpr.br/~wagner/covid/

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    A.G.Jr.

    ± 2 dias

    .... governo estadual já anunciou que estuda implantar um lockdown de 3 semanas... infelizmente é para isso que caminhamos... é que dá fazer um mal planejamento.. fecharam muitos serviços antes do tempo certo... e agora liberaram tudo antes do tempo... sem falar que como dizem os mais velhos.. esse pessoal parece que têm formiga no "fiofó"... não sossega.. gostam de aglomerações.. ruas.. lojas.. botecos cheios...não respeitam o próximo... o caldo vai engrossar..

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • G

    Gustavo Muller

    ± 2 dias

    É nítido que estão perdidos. Eu me pergunto o que querem com essa desinformação. O pico e o perigo estão logo ali, sempre no fim do arco-íris. É lógico que o afrouxamento traria mais contaminações, a quarentena foi extremamente precoce aqui. É justamente agora que boa parte da população está sendo exposta. Agora entre aumentar as contaminações e isso virar um problema de saúde pública, existe uma diferença muito grande.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    RPM

    ± 2 dias

    Não façam aglomeração.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    C R Berger

    ± 2 dias

    A OMS recomenda de forma veemente às autoridades governamentais: NÃO PERMITAM AGLOMERAÇÕES. É o que existe nos ônibus de Curitiba. A RPC tem mostrado ônibus lotados. Ali é uma Placa de Petri, com ágar. Local para o desenvolvimento e propagação bacteriana e viral. Imagino que ali houve contaminação de centenas de pessoas entre março e meados de julho 2020, quando houve o que a RPC denunciou. Passada a epidemia, espera-se que o Ministério Público encontre os responsáveis pelo ocorrido e tome as providências esperadas pelas famílias enlutadas.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marcelo

    ± 2 dias

    Cada dia uma pesquisa, um estudo, uma previsão, vidas salvas, pessoas que vão morrer mas no final das contas eu imagino que é tudo chute.. não sei de onde tiram tantos números e fórmulas... não sou cientista, infectologista, bulúfas nenhuma... só tô cansado de tanta noticia furada.. é igual aí ao fechamento do comércio em Curitiba de novo que segundo os cálculos, em 4 a 6 semanas podemos ter novamente o controle da situação.. qual controle?? Tá loco...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • W

    WILSON

    ± 2 dias

    Vamos esperar mais uns quinze dias e conferir a tese ..Não dá para tirar conclusões da partir de dados que estão variando demais !!! Vamos deixar estabilizar os dados para poder pensar em concluir alguma coisa...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]