i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Sanepar

Deputados de oposição e da base criticam aumento de água e cobram Ratinho Junior

  • 26/08/2020 18:33
Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Paraná (Agepar) homologou um reajuste de 9,62% nas tarifas da Sanepar
Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Paraná (Agepar) homologou um reajuste de 9,62% nas tarifas da Sanepar| Foto: Divulgação/Agepar

O anúncio de reajuste na tarifa de água repercutiu mal entre deputados estaduais, tanto da oposição quanto da base aliada do governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior (PSD). A maior parte dos discursos da sessão remota desta quarta-feira (26) foi reservada a críticas à decisão da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar). Na terça-feira (25), a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Paraná (Agepar) homologou um reajuste de 9,62% nas tarifas da Sanepar, para vigorar a partir de 31 de outubro. O último reajuste ocorreu em abril de 2019.

As informações do Paraná no seu WhatsApp

Pressionado, o líder da base aliada, deputado estadual Hussein Bakri (PSD), disse que ninguém entre os parlamentares concorda com o reajuste e que há conversas com a Casa Civil para “encontrar uma solução”. “Quero dar o meu testemunho aqui, para a sociedade em geral, que estamos conversando com a Casa Civil, para encontrar uma solução. Fácil, não é. Existem implicações jurídicas. Mas a informação que eu tenho é que o governador está estudando as possibilidades”, sinalizou ele.

“Pessoalmente, acho que o governador tem condição de reverter. O governador é o chefe do Estado, é quem detém poder e a caneta para reverter uma situação assim. Mas é preciso esclarecer também que o pedido de reajuste foi feito antes da pandemia, em fevereiro. Acho que todos concordam que não é o momento, mas também é preciso dizer que a Sanepar não está fazendo o desligamento de nenhuma conta, nem industrial, nem residencial. Então é preciso colocar as coisas no seu devido lugar”, ponderou Bakri.

De acordo com a Sanepar, o pedido de reajuste encaminhado à Agepar em fevereiro deveria ter sido homologado em abril, com entrada em vigor a partir de maio. Mas, em abril, para ajudar a enfrentar as dificuldades econômicas causadas pela pandemia do novo coronavírus, os reajustes tarifários foram suspensos pela Agepar por 60 dias. A determinação foi prorrogada por mais 60 dias, encerrando em 17 de agosto de 2020.

O deputado estadual Homero Marchese (Pros) classificou o aumento como uma “tragédia anunciada”, se referindo ao diferimento tarifário aprovado em 2017, em decorrência do congelamento da tarifa entre 2005 e 2010. “Temos alertado há muito tempo que esta política tarifária garantiria aumentos anuais na conta de água bem superiores à inflação”, criticou Marchese, que também cobrou a divulgação da nota técnica do reajuste, com detalhes sobre a metodologia utilizada no cálculo.

De modo geral, a Sanepar resume o cálculo para se chegar ao índice de 9,6299% da seguinte forma: um índice de 6,1860% é resultado de uma composição de indexadores que incidem na variação da cesta dos índices (IPCA, IGP-M e INPC) mais a variação de custos (energia elétrica, produtos químicos utilizados no tratamento da água, entre outros). Já o restante, um índice de 3,4439%, é referente à quarta parcela do diferimento tarifário.

Oposição e base unidas na crítica

Na sessão remota da Assembleia Legislativa, parlamentares de oposição subiram o tom. “Chega a ser desumano um ato desta natureza. E é para aumentar o lucro de poucos, que investem em ações da Sanepar. Mas água não é mercadoria”, protestou o líder da bancada de oposição, Professor Lemos (PT). Ele e outros oito parlamentares assinaram um ofício ao governador Ratinho Junior, no qual pedem a suspensão do reajuste.

Líder da bancada do PT, o deputado estadual Tadeu Veneri disse que o governador Ratinho Junior deve ser responsabilizado pelo aumento: “Não dá para vir com este discurso de que foi autorizado pela Agepar. O governador vai dizer que não pode fazer nada. Mas não é verdade. A Sanepar é uma companhia dos paranaenses”.

Para o deputado estadual Arilson Chiorato (PT), falta "sensibilidade política": “Não tem nenhum número, nenhuma matemática, nenhuma estatística que justifique este reajuste no momento de pandemia. Erra a direção da empresa em pensar em aumento para agradar a Bovespa”.

Mas, mesmo parlamentares da base aliada – como os deputados estaduais Luiz Fernando Guerra (PSL) e Evandro Araújo (PSC) – criticaram o aumento. Na sessão remota de terça-feira (25), Guerra lembrou que enviou um requerimento à Agepar no último dia 17, em defesa da suspensão do reajuste da água. “Também lembro que a Sanepar vem interrompendo o fornecimento de água por conta da crise hídrica que assola o nosso Estado, e, por isso, solicitaria ao líder do governo para que tentasse um acordo com a companhia, no sentido de tentar barrar esse aumento, porque é um momento difícil”, disse Guerra.

6 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 6 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • S

    Sr. Walker

    ± 0 minutos

    Esse aumento deve ser pela valorização do elemento água. Sabe como é, material raro tem alta cotação no mercado. E viva o governinho estadual e a meia estatal que existe só para ela. Ainda não entendeu a que veio no mundo. Acham que só mesmo para servir a eles. Desgraça!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • T

    Thinker

    ± 13 horas

    Em meio uma tentativa de aumentar a conta de água em 10%, fica claro que o Paraná sofre com a falta de ação do Governador e sua equipe na Companhia de água. Quase não há investimentos do Governo e Sanepar para ampliar a capacidade de captação e armazenamento de água. Parece que a Sanepar nada fez ou muito pouco realizou, quando considerado que a Empresa, com suas altas tarifas, teve lucro líquido de R$ 256 milhões no 1’ trimestre R$ 284 milhões no 2’ trimestre de 2020. São aproximadamente e R$ 1,2 bilhão nos últimos 12 meses, conforme balanços publicados. A preferência parece ser distribuir lucros aos acionistas ao invés de investir.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • M

      Mauricio Nadolny

      ± 13 horas

      Mauricio Nadolny: https://www.gazetadopovo.com.br/curitiba/sanepar-busca-agua-pedreira-orleans-estiagem/

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • M

      Mauricio Nadolny

      ± 13 horas

      Bem isso! E nada de investimentos. Procurem uma reportagem sobre a ação emergencial da Sanebosta, mês passado, se não me engano: bombear água de pedreira desativada, como se fosse uma medida razoável... dá até vergonha alheia.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Mauricio Nadolny

    ± 13 horas

    Aleluia! por fim esses dePUTAdos de m e r d a se ligaram em alguma coisa. Também, seria muita desfaçatez deixar passar essa palhaçada da Sanepar. Vamos ver no vai dar. O mais provável é que o Rato safado chame os deputados e distribua favores e propina, acomodando a situação.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Pedro Demeterco

    ± 14 horas

    Deputados, a Sanepar pediu 12%. Lembram do diferimento q foi aprovado?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.