Fila da vacina: Paraná acrescenta 600 mil pessoas em grupo prioritário
| Foto: JONATHAN CAMPOS/AEN

O número de pessoas dentro do grupo prioritário na fila da vacina contra a Covid-19 está maior no Paraná. Na primeira versão do plano de vacinação apresentado pelo governo estadual, o grupo prioritário era formado por 4.019.115 paranaenses. Na semana passada, contudo, o governo estadual anunciou uma nova estimativa: agora, são 4.635.123 pessoas – ou seja, mais 616.008 pessoas passam a integrar o grupo prioritário, dividido em 28 faixas populacionais (antes, eram 21).

As principais notícias do Paraná pelo WhatsApp

De acordo com o governo estadual, a mudança ocorreu na esteira de uma atualização de estimativas populacionais feita pelo Ministério da Saúde em 15 de março. O grupo com maior mudança é o de caminhoneiros, que passam de 33.454 para 135.263 (veja todas as alterações logo abaixo).

Além disso, há mais categorias: foram incluídos os trabalhadores da indústria e da construção civil (425.924 pessoas) e do transporte aquaviário, que atuem em empresas de navegação (1.937 pessoas). Já as Forças Armadas, que antes estavam misturadas com outras faixas populacionais do grupo prioritário, passam a ter sua própria categoria, com 14.222 pessoas.

Meta de vacinação permanece

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), ainda que sejam mais 600 mil pessoas dentro do grupo prioritário, a expectativa em relação a prazos de aplicação das doses permanece: a meta da pasta é vacinar todo o grupo prioritário até 31 de maio.

“Os grupos prioritários são feitos a partir de bases de dados. Como é uma estimativa, a gente não sabe efetivamente quantas doses vão ser aplicadas em cada grupo: existe recusa, a estimativa pode estar maior ou menor, as pessoas mudam de cidade. Existe uma dinâmica do dia a dia que influencia no número final, e por isso você tem alguns municípios mais adiantados e outros mais atrasados com relação à faixa etária. Como são 399 realidades, existe muita diversidade no Estado”, explicou Nestor Werner Junior, diretor-geral da Sesa.

Curitiba

Nesta segunda-feira (29), a Gazeta do Povo procurou a prefeitura de Curitiba para saber se haveria alguma atualização no plano municipal de vacinação, em função das alterações feitas pela Sesa. Em nota, a Secretaria Municipal da Saúde lembrou que "recebe doses de vacina de acordo com o plano nacional de vacinação" e que "já solicitou à Sesa manifestação de como esses novos grupos incluídos no plano estadual serão atendidos".

Veja as mudanças no Plano Estadual de Vacinação

  • Novas categorias dentro do grupo prioritário:
  • Trabalhadores de transporte aquaviário: 1.937 pessoas
  • Trabalhadores industriais: 425.924 pessoas
  • Forças Armadas: 14.222 pessoas
  • Números atualizados das outras categorias do grupo prioritário:
  • Pessoas com 60 anos ou mais, institucionalizadas
  • Antes: 12.224
  • Atualizada: sem alteração
  • População indígena em terras indígenas demarcadas
  • Antes: 10.565
  • Atualizada: 10.559
  • Trabalhadores da saúde que atuam em serviços de saúde
  • Antes: 272.817
  • Atualizada: 303.026
  • Pessoas de 80 anos ou mais
  • Antes: 250.630
  • Atualizada: sem alteração
  • Pessoas de 75 a 79 anos
  • Antes: 215.843
  • Atualizada: sem alteração
  • Pessoas de 70 a 74 anos
  • Antes: 321.432
  • Atualizada: sem alteração
  • Pessoas de 65 a 69 anos
  • Antes: 439.203
  • Atualizada: sem alteração
  • Pessoas de 60 a 64 anos
  • Antes: 554.705
  • Atualizada: sem alteração
  • Pessoas em situação de rua
  • Antes: 3.391
  • Atualizada: sem alteração
  • Trabalhadores de Força de Segurança e Salvamento e Forças Armadas
  • Antes: 30.685
  • Atualizada: 22.853
  • Comorbidades
  • Antes: 1.172.812
  • Atualizada: sem alteração
  • Trabalhadores Educacionais e da Assistência Social (CRAS, CREAS, Casas/Unidades de Acolhimento)
  • Antes: 210.897
  • Atualizada: 223.167
  • Pessoas com deficiência institucionalizadas
  • Antes: 482
  • Atualizada: sem alteração
  • Pessoas com deficiência permanente severa
  • Antes: 400.682
  • Atualizada: sem alteração
  • Quilombolas, povos e comunidades tradicionais ribeirinhas
  • Antes: 8.944
  • Atualizada: 9.631
  • Caminhoneiros
  • Antes: 33.454
  • Atualizada: 135.263
  • Trabalhadores do transporte coletivo rodoviário e ferroviário de passageiros
  • Antes: 14.612
  • Atualizada: 41.466
  • Trabalhadores de transporte aéreo
  • Antes: 469
  • Atualizada: sem alteração
  • Trabalhadores portuários
  • Antes: 3.102
  • Atualizada: 9.627
  • População privada de liberdade
  • Antes: 61.465
  • Atualizada: sem alteração
  • Trabalhadores do sistema prisional
  • Antes: 701
  • Atualizada: 4.109
5 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]