i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Pedágio

Governo federal vai investir R$ 62 milhões em desenho do novo Anel de Integração

  • PorKatia Brembatti
  • 13/09/2019 16:30
O desenho do Anel de Integração está sendo reformulada.
O desenho do Anel de Integração está sendo reformulada.| Foto:

Foi assinada na manhã desta sexta-feira (13) a ordem de serviço para o início dos estudos que levarão à modelagem da licitação para um novo Anel de Integração, conjunto de rodovias pedagiadas no Paraná. O custo do projeto, orçado em R$ 62 milhões, será bancado pelo governo federal.

RECEBA notícias do Paraná pelo messenger do Facebook

O trabalho será feito pela Empresa de Planejamento e Logística (EPL), estatal federal, em parceria com o International Finance Corporation (IFC), braço do Banco Mundial para financiamento de projetos de infraestrutura. Segundo o diretor-presidente da EPL, Arthur Lima, a empresa pública ficará responsável mais pela análise estratégica e a o IFC cuidará mais dos quesitos ligados à engenharia, inclusive com a contratação de consultores renomados para atuar no projeto.

O trabalho deve levar nove meses e, ao ser concluído, apresentará as base para o edital de licitação, a ser lançado em 2020, visando definir as empresas que assumirão 4,1 mil quilômetros de rodovias no final de 2021 quando acaba o prazo das concessões atuais.

Desde o ano passado, quando a União anunciou que não renovaria a delegação das rodovias federais cedidas ao Paraná em 1997, o governo estadual passou a trabalhar com a hipótese de que a próxima licitação das concessões seria feita por Brasília e decidiu repassar rodovias (PRs) para compor uma malha maior, capaz de ser mais atrativa para os investidores e solucionar os problemas de algumas vias que estão em condições precárias.

É o caso da PR-323, entre Maringá e Guaíra, que será incluída no novo Anel de Integração. Também farão parte a PR-280 e a PR-092, além do Contorno Sul de Curitiba e o acesso ao Porto de Paranaguá. A União também vai ampliar a malha pedagiada, adicionando as BRs 153, 163 e e 476. A quantidade de lotes de cada concessão será definida pelo estudo formalizado agora.

Quiz: Conhece o mapa do Paraná?

5 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 5 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • P

    Pensatore

    ± 0 minutos

    Menos pior a licitação ser feita pela União que deixar por conta dos políticos locais. Isso pode diminuir a chance de repetição dos possíveis erros e acordos pouco republicanos que possam ter ocorrido na licitação anterior. O atual Governador e seu Secretário do Planejamento foram para Brasília no início deste ano pedir a renovação da delegação das BR’s para o Estado. Receberam um sonoro NÃO. Ainda bem!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    Jorge Dias

    ± 1 horas

    O pedágio tem que ACABAR. Chega!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Fernando Fernandes

    ± 13 horas

    Os bilhões que Jaime Lerner, sua troupe e seus sucessores roubaram nunca mais voltarão aos bolsos dos paranaenses... Sem boas escolas, saúde, segurança, impostos extorsivos... país de ********!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • B

    Ben dez

    ± 15 horas

    E os milhões pagos desde 1997 para se ver cumprido apenas 30% do que foi acordado em contratos. Fizeram os paranaenses de trouxas.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Ricardo Gabriel

    ± 15 horas

    Arrumar o contorno SUL de Curitiba ainda nada. Muito dinheiro sai do estado na forma de tributos e pouco volta.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]