i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Ação penal

Liminar de Gilmar Mendes mantém processo da Rádio Patrulha “parado” há 1 ano

  • 20/08/2020 20:08
Ministro Gilmar Mendes, do STF
Ministro Gilmar Mendes, do STF| Foto: Arquivo STF

A ação penal derivada da Operação Rádio Patrulha, um dos escândalos de corrupção envolvendo a gestão Beto Richa (PSDB) no governo do Paraná, tramita com lentidão na 13ª Vara Criminal de Curitiba, da Justiça Estadual. Isso ocorre porque uma liminar assinada há cerca de um ano pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), ainda mantém suspensa a realização de audiências instrutórias no processo. Ou seja, ainda que haja movimentações na ação penal, o magistrado responsável por julgar o caso na 13ª Vara Criminal de Curitiba está impedido de marcar as oitivas para ouvir acusados e testemunhas, uma fase central de um processo judicial.

RECEBA notícias do Paraná pelo WhatsApp

O pedido de suspensão foi feito ao STF no âmbito da Reclamação 36.177, assinada pela defesa do ex-governador do Paraná Beto Richa, que é um dos réus do processo. Em 2 de agosto de 2019, Gilmar Mendes concedeu a liminar ao tucano. De lá para cá, contudo, o ministro não analisou o mérito da Reclamação, deixando válida apenas a liminar, que tem caráter provisório. A última movimentação na Reclamação foi feita em novembro de 2019.

Reclamação 36.177 está nas mãos do ministro do STF Gilmar Mendes
Reclamação 36.177 está nas mãos do ministro do STF Gilmar Mendes

O recurso ao STF foi feito porque a defesa de Beto Richa havia requisitado à 13ª Vara Criminal de Curitiba seu acesso aos elementos da colaboração premiada de delatores, mas o juiz Fernando Fischer, à frente do processo na época, negou o pedido. Fischer argumentou que a legislação "garante o sigilo dos elementos de prova relativos a fatos que ainda estão sendo investigados".

Mas, ao analisar o caso, Gilmar Mendes considerou que a negativa a Beto Richa afetava seu direito de defesa. “Considerando que o acesso aos atos de colaboração premiada, nos limites da Súmula Vinculante 14 deste STF, é essencial ao exercício da ampla defesa e do contraditório, defiro parcialmente o pedido liminar para suspender as audiências instrutórias (...) até o julgamento do mérito desta Reclamação”, escreveu o ministro.

A Operação Rádio Patrulha

A Operação Rádio Patrulha investigou direcionamento de licitação no âmbito do programa Patrulha do Campo e desvio de dinheiro, a partir dos contratos firmados pelo governo do Paraná com três empresas. O Patrulha do Campo foi lançado em 2011 pelo governo do Paraná, quando Beto Richa exercia seu primeiro mandato no Palácio Iguaçu. O programa consistia basicamente no aluguel de maquinários das empresas, para utilizá-los em melhorias de estradas rurais.

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), braço do Ministério Público do Estado do Paraná (MP-PR), foi quem deflagrou a Operação Rádio Patrulha, em setembro de 2018, quando Beto Richa acabou preso em plena campanha eleitoral ao Senado. A denúncia foi oferecida pelo Gaeco na sequência, em outubro de 2018. Na ação penal, ele responde por corrupção passiva e fraude à licitação, mas nega ter cometido crimes. Há outros 12 réus no mesmo processo.

6 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 6 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • A

    Adriano

    ± 3 horas

    Incoerência flagrante, o próprio Gilmar Mendes solta quem fica em prisão preventiva argumentando excessos de prazos para andamento dos processos e não faz o julgamento de mérito de liminar que tem caráter provisório concedida por ele mesmo.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • A

      ABD58

      ± 3 horas

      O STF e a Lava Jato não são imparciais, podem confiar

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • J

        JJP

        ± 5 horas

        vergonha, vai segurar até prescrever, esse é o protetor dos políticos corruptos, uma vergonha, enfia ozônio no úc dele, vacina russa p/ esse filho da , vergonha

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • A

          Afonso Celso Frega Beraldi

          ± 5 horas

          Eh um kfaje$te

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          • K

            Kaue

            ± 6 horas

            Uma verdadeira PALHAÇADA!

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            • M

              Montenegro

              ± 17 horas

              O STF é, sem dúvidas, o esteio da bandidagem política no país. Enquanto inventa maneiras de cercear o direito de opinião das pessoas, age de maneira leniente com aqueles que assaltam os cofres públicos Brasil afora. Verdadeiro cúmplice dos criminosos com mandado, o STF é uma decepção total.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              Fim dos comentários.