i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Eleições

Lista do TCE usada para definir inelegíveis tem nomes conhecidos do Paraná

  • 02/09/2020 19:31
TRIBUNAL DE CONTAS – CURITIBA – 25/07/2012 – POLÍTICA – Foto da fachada do Tribunal de Contas do Paraná – Foto do prédio do Tribunal de Contas do Paraná – Foto: Antônio More / Agência de Notícias Gazeta do Povo
Fachada do TCE-PR.| Foto: Antônio More/Arquivo/Gazeta do Povo
Apuração em andamento
Este conteúdo é sobre um fato que ainda está sendo apurado pela redação. Logo teremos mais informações.

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) enviou ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PR), nesta quarta-feira (2), a listagem de agentes públicos (como políticos e comissionados), que tiveram as contas desaprovadas nos últimos oito anos. São dados que servem como uma das bases para o TRE impugnar uma candidatura.

RECEBA notícias pelo Whatsapp

No compilado estão nomes como o de Fernanda Richa (ex-secretária de Estado e esposa do ex-governador Beto Richa), Silvio Barros (ex-prefeito de Maringá, ex-secretário de estado e irmão do deputado Ricardo Barros) e Eduardo Requião (ex-superintendente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina e irmão do ex-governador Roberto Requião).

Também estão Algaci Tulio (ex-vereador, Emerson Nerone (ex-secretário de Estado do Trabalho, Emprego e Justiça Social), Evani Justus (ex-prefeita de Guaratuba e cunhada do deputado Nelson Justus), Fernando Ghignone, Hudson Callefe e Hamilton Gimenes (todos ex-presidentes da Sanepar) e João Claudio Derosso (ex-presidente da Câmara Municipal de Curitiba).

No total, 1.496 pessoas – com 492 prefeitos ou ex-prefeitos e 289 vereadores – são citadas em três listas diferentes enviadas pelo TCE. A primeira diz respeito a processos que já foram julgados pelos órgão. Você a confere no fim deste texto. A segunda mostra agentes públicos que tiveram parecer preliminar julgado pela irregularidade. A terceira mostra nomes que tiveram contas aprovadas (ou aprovadas com ressalva) em avaliação preliminar do TCE, mas que foram julgadas irregulares pelas câmaras municipais.

Neste ano, no entanto, mudanças impostas pelo Superior Tribunal Eleitoral (TSE) podem comprometer a efetividade da lista. Nesta terça-feira, o órgão eleitoral definiu que não haverá inelegibilidade com base na Lei da Ficha Limpa. O motivo foi o adiamento das eleições, que afetaria o prazo de resguardo de oito anos para alguns candidatos.

Contas julgadas irregulares pelo TCE

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 1 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • J

    JJP

    ± 8 horas

    lista fajuta, lista furada, todo mundo sabe que qualquer um desses aí que quiser ser candidato pede uma liminar e o TJ dá na hora, libera o ficha suja na hora. Mais uma prova da inutilidade do TCE. Só serve de cabede de emprego para parente de político, com altíssimos salários, incompatíveis, inimagináveis na iniciativa privada. VERGONHA

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]