i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Infectado

MP-PR denuncia médico com Covid-19 pelo atendimento de pacientes em Colombo

  • PorBrunno Brugnolo, especial para a Gazeta do Povo
  • 02/06/2020 18:03
MP-PR denuncia médico com Covid-19 pelo atendimento de pacientes em Colombo
| Foto: Unsplash

O Ministério Público do Paraná (MPPR) denunciou um médico do município de Colombo, na RMC, que foi trabalhar mesmo sabendo que estava infectado pelo novo coronavírus.

RECEBA notícias do Paraná pelo WhatsApp

O caso aconteceu no dia 15 de abril – quando já ciente da doença, diagnosticada dois dias antes – o profissional de saúde fez plantão e atendeu ao menos nove pessoas na unidade de saúde do bairro Alto Maracanã. Somente ao fim do expediente ele comunicou aos colegas que estava com Covid-19 e pediu um atestado.

Ao infringir as determinações do poder público para impedir propagação de doença contagiosa, a 6ª Promotoria de Justiça do município apresentou denúncia criminal contra o médico pela infração de medida sanitária preventiva e omissão de notificação de doença, passíveis de prisão e multa.

Por nota, a prefeitura de Colombo informou que assim que soube do caso, em 17 de abril, abriu imediatamente um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) para instaurar uma investigação e implantou uma comissão específica para analisar o caso.

Na mesma data a comissão decidiu pelo afastamento inicial do médico por 90 dias e encaminhou o caso documentado ao MP-PR, para que este tomasse as providências necessárias. Além de comunicar o MP, a prefeitura também enviou as informações ao Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR) "para ciência e providência quanto a ação praticada pelo profissional" e aguarda novos posicionamentos para tomar novas medidas.

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 1 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • V

    Valdemar Katayama Kjaer

    ± 16 horas

    É louco. Que absurdo, “colega”, seja lá quem for. Deve ser bolsominion, não é possível. “É só um resfriadinho”...”e daí?”.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]