i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Em 2021

Paraná cogita importar vacina contra coronavírus da Rússia

  • PorTribuna do Paraná
  • 25/07/2020 15:57
vacina-covid-brasil-testes
Vacina pode chegar em 2021| Foto: Bigstock

Uma parceria entre o governo do Paraná e a Rússia pode ajudar na chegada da vacina contra o novo coronavírus ao estado. Os russos já estão na fase final de testes e, caso continue a ter bons resultados em humanos, a vacina poderá ser importada e utilizada no primeiro semestre de 2021. Outras duas imunizações também estão sendo estudadas por especialistas, uma chinesa e outra britânica.

Uma reunião envolvendo autoridades do Paraná e da Rússia ocorreu nesta sexta-feira (24), em Brasília. Participaram da conversa o chefe da Casa Civil, Guto Silva, e o embaixador da Rússia no Brasil, Sergey Akopov. Na oportunidade, foi colocada aos russos a estrutura técnica do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar).

“Tivemos a aprovação do embaixador e agora os protocolos do acordo serão preparados pelas equipes do Paraná e da Rússia. Em seguida será agendada uma reunião com o governador Ratinho Junior para a finalização dessa parceria, que pode incluir, ainda, a produção de medicamentos para a doença”, explicou Guto Silva.

A vacina russa é uma das mais adiantadas no mundo. No início desta semana, o governo anunciou ter concluído com sucesso a fase de ensaios clínicos do seu antivírus, desenvolvido pelo Centro Nacional de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya.

Recursos garantidos para a vacina

O Paraná enviou, na segunda-feira (20), uma emenda ao Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2021, que destina R$ 100 milhões no caixa da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) para aquisição de vacinas contra o novo coronavírus.  O objetivo é evitar problemas burocráticos para adquirir as vacinas seja qual for a mais eficaz.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.