Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Culto da Igreja ABA, de Curitiba.
Culto da Igreja ABA, de Curitiba.| Foto: Divulgação

Com a crise econômica deflagrada pela pandemia de coronavírus, muitas atividades tiveram que se reinventar e readequar para sobreviver. A necessidade de distanciamento social possibilitou o retorno de um serviço que, apesar de antigo, ultimamente estava praticamente restrito às famosas redes de fast-food. Os drive-ins e drive-thrus, sistemas onde a pessoa recebe o seu produto sem precisar sair do carro, voltaram a fazer parte da nossa rotina e têm se adaptado aos novos hábitos de consumo da população.

Confira abaixo algumas dicas de onde encontrar esse tipo de serviço e quais os ramos que já oferecem essa alternativa.

Shoppings Centers

Talvez uma das atividades mais impactadas pelas medidas de restrição de circulação, os shoppings centers tiveram seus serviços suspensos por decreto estadual no dia 19 de março. Desde então os lojistas têm se mobilizado para encontrar meios de reduzir o prejuízo e continuar suas vendas. Uma alternativa adotada recentemente foi a comercialização pelo sistema drive-thru, onde o consumidor faz a compra por meio dos canais digitais, como redes sociais e WhatsApp e retira a mercadoria no estacionamento do shopping, com a entrega sendo realizada por um funcionário devidamente enroupado com os equipamentos de proteção individual, como máscaras e luvas. A iniciativa, que teve início no Dia das Mães, em 10 de maio, caiu no gosto de empresários e já se tornou fixa por parte de alguns estabelecimentos.

O Shopping Jardim das Américas foi um desses locais que iniciou o projeto de forma pontual, mas que resolveu estender o serviço por tempo indeterminado. “A iniciativa teve grande adesão por parte dos lojistas e consumidores, trazendo uma alternativa para as vendas com toda segurança e respeitando as regras de higiene necessárias para o momento”, conta Daniella Soni, gerente de Marketing do Shopping Jardim das Américas.

Outros shoppings que estão oferecendo o serviço em Curitiba são: Jockey Plaza Shopping, Pátio Batel, Shopping Curitiba, Shopping Estação, ParkShoppingBarigüi, Shopping Palladium e Mueller. Os demais centros de compras não informaram em seus canais de divulgação se pretendem estender a iniciativa.

O sistema nesses locais funciona basicamente da mesma maneira: todos os shoppings estão oferecendo essa alternativa com o horário restrito, entre 12 h e 20 h. O cliente entra em contato com a loja de sua preferência via telefone, e-mail ou WhatsApp (os estabelecimentos participantes e os respectivos contatos estão listados nos sites dos shoppings) escolhe os produtos, combina a forma de pagamento e retira a mercadoria no estacionamento, sem a necessidade de sair do carro.

Restaurantes

Muito além das conhecidas redes de lanches rápidos, restaurantes tradicionais da cidade aderiram ao serviço e outras viram ainda a oportunidade para resgatar definitivamente o sistema drive-thru/drive-in e investiram em novos negócios, que atendem exclusivamente o consumidor direto no carro.

É o caso do Restaurante Madalosso. Praticamente um cartão portal no bairro gastronômico de Santa Felicidade, o estabelecimento deixou milhares de fregueses consternados ao anunciar a paralisação de suas atividades, pela primeira vez em seus 57 anos de história, em razão da pandemia. Pouco tempo depois, já em maio, a marca anunciou a criação de um cinema drive-in em seu amplo estacionamento, inspirados em ações semelhantes em outros países. Porém, ao invés da tradicional pipoca, os clientes poderão ver filmes direto de seus carros degustando uma boa polenta frita e bebidas à escolha, que serão vendidos online. Lorenzo Madalosso, um dos sócios, afirmou que a medida é um modo seguro de oferecer lazer com segurança durante a quarentena. Para ter início, segundo ele, faltam apenas o fechamento de alguns convênios.

Já a Fábrica Hamburgueria aproveitou o período de isolamento social e inaugurou recentemente um drive-in no estacionamento de sua unidade localizada na Avenida das Torres. No total são 10 vagas equipadas com QR Code, para onde o cliente aponta a câmara do celular e é direcionada para o cardápio virtual do estabelecimento. O pedido é realizado via celular e é entregue diretamente no automóvel quando estiver pronto. De acordo com a casa, o objetivo do espaço é proporcionar uma experiência gastronômica ao cliente, em um lugar diferente, mas sem colocá-lo em risco.

Tido como o primeiro drive-thru de comida japonesa da capital paranaense, o Taipei Sushi Express, localizado no bairro Água Verde, oferece uma variedade de opções no seu cardápio. Os protagonistas são os famosos taipeis, combinados de arroz, algas e outros ingredientes, como peixes ou polvo.

Foto do Taipei Sushi Express drive-thru e restaurante. Na foto ambiente e opções do cardápio como o taipei Filadélfia , Hawaii Salmão e o Polvo Hawaiano. Local: Rua Castro 500 – Água Verde.
Taipei Sushi é um dos pioneiros em Curitiba.| Leticia Akemi/Arquivo/Gazeta do Povo

Cinemas drive-in

Um dos principais meios de lazer entre as décadas de 30 e 60, os cinemas drive-in caíram no gosto popular ao oferecer comida farta e bons filmes sem que os espectadores precisassem sair do carro. Isso até serem substituídos, aos poucos, pelos cinemas de rua e, posteriormente, pelas salas nos grandes shoppings centers. A ideia agora voltou a ganhar força após a pandemia e já retomou atividades em outras cidades brasileiras, como Praia Grande, no litoral de São Paulo e Brasília. Outras capitais como Rio de Janeiro e São Paulo planejam ações semelhantes muito em breve. Outras cidades foram além de passaram a oferecer o serviço em locais improvisados, como Vilnius, capital da Lituânia, que transformou a pista de seu aeroporto em um grande cinema ao ar livre. Aviões deram lugar a uma grande tela e dezenas de veículos estacionados.

Cultos religiosos

As igrejas também tiveram que desenvolver novos métodos para que os tradicionais cultos e celebrações possam ser realizados sem colocar em risco a saúde dos fiéis. Recentemente a Igreja ABA, de Curitiba, promoveu seu primeiro culto drive-in no estacionamento de sua sede, no Xaxim. A ação mobilizou centenas de fiéis que acompanharam a cerimônia de dentro de seus carros.

A 2ª Igreja Presbiteriana Independente de Maringá também encontrou por meio do drive-in uma maneira criativa de reunir sua comunidade, sem colocar em risco os frequentadores. O culto aconteceu no final de abril, no estacionamento do campus da UniCesumar, com a presença de mais de 350 pessoas. Aproximadamente 110 veículos estavam devidamente estacionados no local para acompanhar a celebração.

Vacinação

No início da campanha de vacinação contra a gripe, no mês de março, a prefeitura de Curitiba utilizou a imunização em larga escala pelo sistema drive-thru visando a população idosa, mais vulnerável aos riscos de contaminação do coronavírus. Durante a ação, uma extensa fila de automóveis se formou nos arredores dos postos de atendimento e aproximadamente 10 mil pessoas foram vacinadas no primeiro dia, sem sair de dentro do veículo.

Farmácias

Algumas farmácias de Curitiba, como a Nissei e a Morifarma, passaram a oferecer o teste rápido para identificar o novo coronavírus. O agendamento é realizado pela internet e o exame é realizado pelo sistema drive-thru, onde o motorista ou passageiro permanece o tempo todo dentro do carro. A amostra é colhida por um funcionário devidamente protegido e os resultados saem em no máximo 20 minutos. Durante todo esse período o motorista aguarda o laudo em uma área reservada.

Comércio Varejista

A rede de lojas Renner anunciou na última semana que adotará o sistema de entrega drive-thru em suas unidades. A facilidade está disponível em mais de 120 lojas da marca, localizadas em 21 estados brasileiros e no Distrito Federal. No Paraná, a ação deve contemplar as unidades localizadas em Curitiba, Cascavel, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Londrina, Maringá e Paranavaí. Com o serviço, o cliente poderá realizar as compras online e retirar as mercadorias na área externa da loja que escolher.

A mesma iniciativa foi adotada pela C&A, que iniciou suas entregas nesse sistema no Dia das Mães e pretende dar continuidade na ação. Inicialmente o serviço está disponível em 11 estados brasileiros, mas a rede pretende expandi-lo para outros 15 estados em breve. A promessa é de que com a iniciativa as entregas sejam realizadas em tempo bem menor do que os pedidos online, com algumas delas sendo concretizadas no mesmo dia da compra.

Como surgiu o serviço de drive-thru?

O serviço de drive-thru foi criado em 1931 pelo americano Royce Hailey em Dallas, no Texas. A ideia surgiu depois que ele foi promovido em seu trabalho, uma rede de lanchonete bastante tradicional na cidade. Certa vez, ao ouvir um comentário de seu chefe de que os clientes que tinham automóveis eram tão preguiçosos que não saíam do veículo nem para comer, ele viu uma oportunidade de agradar também a este público e fixou uma placa em frente ao estabelecimento com os dizeres “drive-thru” – que tem pronúncia semelhante a “drive-through” e significa literalmente “através do carro”. Imediatamente a novidade caiu no gosto da população, que passou a frequentar o estabelecimento e formar filas com os seus calhambeques.

2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]