Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Piedade e Laura do Marabaixo, algumas das artistas do filme Cartografia Sentimental Tucuju.
Piedade e Laura do Marabaixo, algumas das artistas do filme Cartografia Sentimental Tucuju.| Foto: Ianca Moreira/Divulgação

O longa-metragem “Cartografia Sentimental Tucuju”, do diretor curitibano Cleber Braga, estreia com exclusividade no Cine Passeio nesta quinta-feira (11). A exibição será na Sala Vitória, que é destinada à programação on-line e gratuita, e o filme fica em cartaz até 17 de novembro.

Primeira obra audiovisual do professor, produtor e diretor teatral Cleber Braga, o filme retrata diferentes artistas da cultura tucuju, uma etnia indígena que habitou o Amapá, mas cujo nome também é utilizado para denominar quem nasce na região.

Professor da Universidade Federal do Amapá, Braga chegou a Macapá para lecionar em 2016, e se deparou com uma cultura brasileira que até então desconhecia.

Foi aí que o diretor resolveu fazer o documentário e apresentar artistas como os músicos Oneide Bastos e Paulinho Bastos, (respectivamente mãe e filho,) Ana Caroline e Jones Barsou, da Casa Circo, primeiro grupo amapaense que participou do evento Palco Giratório do Sesc, viajando por todo país, entre outros.

O filme traz ainda a história da ativista de direito das mulheres Maria Trindade, que realiza um trabalho com mulheres escalpeladas (couro cabeludo arrancado) pelos motores dos barcos, acidente que ocorre geralmente quando crianças. Trindade coleta doações de cabelos e confecciona perucas para doar às meninas.

Serviço

"Cartografia Sentimental Tucuju". Estreia quinta-feira (11), na Sala Vitória do Cine Passeio, voltada para sessões virtuais. Acesse o filme pelo site.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]