• Carregando...
Hotel das Cataratas tem contato direto com a natureza do Parque Nacional do Iguaçu. É uma hospedagem de luxo em meio a Mata Atlântica.
Hotel das Cataratas tem contato direto com a natureza do Parque Nacional do Iguaçu. É uma hospedagem de luxo em meio a Mata Atlântica.| Foto: Divulgação

O Paraná tem um dos destinos mais procurados do Brasil: Foz do Iguaçu, com seu incontestável espetáculo natural das Cataratas do Iguaçu. Mas há uma forma de deixar essa experiência ainda mais impactante e exclusiva: a hospedagem no Hotel das Cataratas, empreendimento que completa 65 anos em 2023 e é uma combinação harmoniosa de hospitalidade de luxo com o contato direto com a natureza do Parque Nacional do Iguaçu.

Desde 2007 sob a administração do grupo Belmond (que também assina, no Brasil, o Copacabana Palace, no Rio de Janeiro; além de outros hotéis em dezenas de destinos pelo mundo), o hotel chama a atenção pelo charme da sua arquitetura inspirada no estilo colonial português. A construção é de 1958 e leva a assinatura do arquiteto mineiro Ângelo Murgel. Antes de o grupo pertencente a holding francesa LVMH assumir, o Hotel das Cataratas foi administrado por anos pela Rede Tropical de Hotéis, divisão de hotelaria da companhia aérea Varig. Em 2007 ele foi novamente licitado, e a Belmond o assumiu e reabriu após reforma.

Pinó visitou as instalações do Belmond Hotel das Cataratas para conferir a programação de celebração pelo aniversário. Para além das instalações cuidadosamente pensadas para o bem-estar, dos restaurantes com menus de alta gastronomia ou dos serviços de acolhimento e facilidades para os visitantes, o grande destaque do hotel é a oportunidade de estar hospedado ‘dentro de um cartão-postal’ e com a possibilidade de acesso exclusivo e em horários alternativos.

Todos esses pontos chamaram atenção do Forbes Travel Guide – guia de viagens da publicação americana – que, pelo sexto ano consecutivo, coloca o hotel em Foz do Iguaçu no ranking. O único sul-americano entre os 558 melhores cinco estrelas.

Na avaliação da revista há inclusive um destaque para o fato de “os turistas em geral precisarem deixar o parque todos os dias, o que significa que ao amanhecer e ao entardecer, os hóspedes têm as cataratas só para eles. Você pode caminhar até a Garganta do Diabo, cercada pelo borrifo das cataratas, tendo apenas a vida selvagem local como companhia antes mesmo de os primeiros turistas do dia entrarem no parque.” O hotel oferece guias para passeios matinais pela trilha que leva até as Cataratas, incluindo explicações sobre a formação das 275 quedas d’água.

 Suíte Terrace. Foto: divulgação.
Suíte Terrace. Foto: divulgação.

O hotel tem mais de 180 suítes, que incluem desde apartamentos de 24 m² até a exclusiva e espaçosa Suíte Cataratas, com cerca de 65 m² e vista para as cataratas. Há ainda duas suítes com piscinas privativas; a suíte Terrace, que oferece uma ampla varanda fechada; e a suíte Tower, com espaço de sala de estar e vista para a Mata Atlântica.

Comemorações 

O marco dos 65 anos do estabelecimento marca a ampliação das possibilidades do “roteiro de permanência”, conforme explica Cassiano Vitorino, Gerente Regional de Comunicações da Belmond. “O hóspede tem o privilégio de estar abraçado pela reserva de Mata Atlântica e ter a presença das Cataratas a poucos metros de distância, mas incluir as possibilidades de permanência no hotel, permite uma experiência completa e com a assinatura da Belmond”, reforça. Segundo Vitorino, o tempo de estada no hotel antes da administração da empresa era de menos de 2 dias, em média. O período é atualmente de ao menos três diárias, que custam a partir de R$ 4 mil para um casal.

<em>Experiência 'Uma noite na Fronteira'. Foto: divulgação</em>
Experiência 'Uma noite na Fronteira'. Foto: divulgação

Algumas atividades se valem da maravilhosa vista para as Cataratas. Um exemplo é a possibilidade de desfrutar de um piquenique durante o pôr do sol no jardim, apreciando as quedas d’água. O fato de o hotel ficar na cidade brasileira marcada pela tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina, proporciona outra experiência: Uma Noite na Fronteira, que une música e gastronomia dos três países no jardim interno do empreendimento. Tanto essa como a experiência de jantar no gazebo, contam com harmonização com vinhos paranaenses, evidenciando a cultura e produção locais.

Explorando o “céu das Cataratas” 

Por estar totalmente em meio à mata, com pouca poluição luminosa, o espaço onde o Hotel está inserido oferece um momento de total desconexão e a oportunidade de uma observação calma e demorada do céu e suas constelações. Para ampliar essa experiência, o hotel oferece uma imersão guiada pelo geógrafo e professor, especialista em astronomia, Janer Vilaça, que conduz as descobertas e interpretações do céu, apresentando a visão indígena guarani e despertando um interesse em olhar mais para o cosmos.

 <em>Passeio de barco nas Cataratas. Foto: divulgação.</em>
Passeio de barco nas Cataratas. Foto: divulgação.

O trabalho para a permanência maior dos turistas no hotel, ganha um reforço de argumento com as atividades que acontecem no Parque Nacional do Iguaçu e entorno, promovidas por outros operadores na cidade. Entre os destaques está o Parque das Aves, instituição privada e única no mundo focada na conservação das aves da Mata Atlântica; o Macuco Safari, que organiza passeios de barco chegando bem próximo das quedas d’água e colocando um componente radical no passeio; ou uma visita guiada até a Usina Hidrelétrica de Itaipu, uma das maiores usinas do mundo em geração de energia. Além da possibilidade de visitar a cidade, o Marco das Três Fronteiras e os países vizinhos, Paraguai e Argentina.

Gastronomia e bem-estar 

Três operações gastronômicas atendem os hóspedes. O restaurante Ipê fica à beira da piscina e é o local onde é servido o café da manhã, mas atende para almoço, com buffet interacional ou menu à la carte inspirado em pratos tradicionais brasileiros; e no jantar com churrasco gaúcho ou menu à la carte. Outro ponto de encontro é o Bar Tarobá, que conta com uma varanda convidativa para apreciar o pôr-do-sol com vista para as Cataratas, degustando drinques autorais e clássicos.

<em> Restaurante Itaipu. Foto: divulgação. </em>
Restaurante Itaipu. Foto: divulgação.

Mas a joia da gastronomia do Hotel das Cataratas é o restaurante Itaipu, sob o comando do chef Luiz Guilherme Cyrino. No mês de comemoração dos 65 anos, o profissional preparou um menu comemorativo que combina ingredientes brasileiros e regionais. O menu degustação contempla um carpaccio de vieira ao vinagrete de trufas; para os vegetarianos, o chef prepara uma coalhada seca com legumes defumados e azeite de carvão. Nos pratos principais, há três opções: filé de robalo ao molho de champagne com purê de mandioquinha e ovas,‘Filé rossini’ com mil folhas de batata e aspargos grelhados e creme de mandioquinha trufado com ‘ovo perfeito’, farofa de castanhas brasileiras e purê de alcachofra com molho a base de cogumelos e cogumelos grelhados. Finalizando o menu, um entremet de chocolate 54% cacau com caramelo, flor de sal e sorvete de cumaru. A experiência tem o valor de R$ 520.

Após alimentar o corpo, é possível nutrir a mente e cuidar da beleza. Ainda com o mote dos 65 anos, foi preparado uma nova terapia do SPA que opera dentro do hotel. O novo tratamento combina técnicas de massagem e aromaterapia, proporcionando uma experiência sinestésica revitalizante e energizante que vem da combinação de produtos naturais da região das Cataratas do Iguaçu, como a poderosa e tradicional erva-mate, que atua como antioxidante e estimulante, além de propriedades antimicrobianas e anti-inflamatórias.

Compromisso ambiental

Desde o dia 4 de setembro, o hotel vem destinando pare das reservas para a ONG Em AFA (Associação Fraternidade Aliança), para reforçar o compromisso com o entorno do Hotel, uma das reservas mais preservadas de Mata Atlântica do Brasil. “Acreditamos que a verdadeira celebração está em fazermos a diferença na vida daqueles que precisam.”, comenta Renata Portes, Hotel Manager do Hotel das Cataratas. “A parceria nos inspira a continuar nosso compromisso com a comunidade local trabalhando com diversas frentes. Juntos, desejamos promover um futuro cada vez mais brilhante para nossa comunidade e para o planeta”.

* a jornalista viajou a convite da Belmond

0 COMENTÁRIO(S)
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]