Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Livros poesia
| Foto: Divulgação

Poesia curitibana e contemporânea? Temos! Separamos alguns títulos lançados nos últimos anos para você desbravar novas leituras — ou se atualizar quanto a obra de seus autores favoritos.

Rosa que está, de Luci Collin

| Divulgação
  • Editora Iluminuras

Sinopse: “A poesia de Luci Collin continua alta. Melhor: continua crescendo. Melhor ainda: continua séria. O que oferece aos leitores é uma notável sequência de poemas, escrita com ponta fina, digitada firmemente. Se bem me lembro do que eu senti anteriormente, a coesão de sua poética mantém o equilíbrio perfeito de uma progressão exata de uma carreira contínua. A prova disso está nos poemas, cito alguns ou poderia citar todos, pois é difícil preferir uns e deixar de lado outros: ‘Alinho’, ‘Incombinado’, ‘Traço’, ‘Lida’, ‘Rogativa’, ‘Acontecido’, ‘De se fazer’, ‘Cinzel’, ‘Manto’, ‘Shikantaza’, ‘Lembrete’, ‘Remissivo’, “Raso”.

Valor: R$ 38, no site da Editora Iluminuras.

AMORHUMORUMOR, de Alice Ruiz e Rodolfo Witzig Guttilla

| Divulgação
  • Companhia das Letras

Sinopse: “Nesse conjunto de poemas breves, brevíssimos, Alice Ruiz S e Rodolfo Guttilla se propõem a um desafio: depois de longas prosas, concentrar tudo em três linhas de poesia. Ao resgatar, atualizar e subverter as regras do haikai e do senryu, formas japonesas clássicas construídas por três versos, Alice Ruiz S e Rodolfo Guttilla estabelecem um diálogo delicioso, ágil e surpreendente. Com humor e inteligência, as palavras cintilam e reluzem no papel – de poeta para poeta.”

Valor: R$ 27,92, no site da Companhia das Letras.

O Poeta Queima Voluntariamente, de Luiz Felipe Leprevost

Poesia curitibana
| Divulgação
  • Arte & Letra

"O lirismo de Luiz Felipe Leprevost neste livreto parece não pousar na coreografia ensaiada que antecede a língua na orelha. Ele se fecha em silêncio, cortinas cerradas do palco, gola levantada, chuva, neblina. Mas também não é melancolia, solidão. Menos ainda o caminho florido de quem vai à casa. A noite, o inverno, nada. O lirismo que o poeta acende feito fogueira para livrar do medo quem não sabe nada sobre o amanhã... se encontra à mesa.”

Valor: R$ 30, no site da Arte & Letra.

Cosmogonias, de Otto Leopoldo Winck

Poesia curitibana
| Divulgação
  • Kotter Editorial

Sinopse: “Cosmogonias é o segundo livro de poemas de Otto Leopoldo Winck. Um título curioso para um livro de poesia. Da criação de que cosmos, de que mundos, afinal, trata este livro? Em chave existencialista, o poema homônimo fornece algumas pistas: ‘Os deuses nascem da angústia. / (…) / Não sou nada. Eles também. / Mas juntos criamos o mundo / pelo poder da palavra que é nada também.’ Enigmas, paradoxos, explicações que não bem explicam: ‘A mim cabe admirar o que não tem explicação, / o que não faz sentido.’ Da contraposição entre caos e cosmos, vida e morte, tudo e nada, nascem muitos dos poemas.”

Valor: R$ 27,93, no site da Kotter Editorial.

2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]