Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | André Rodrigues/Gazeta do Povo
| Foto: André Rodrigues/Gazeta do Povo

Um documento com 189 páginas foi apresentado na segunda-feira (18) pelo governo do Paraná a integrantes da bancada de parlamentares que representam o estado em Brasília. Trata-se de um plano de metas, que estabelece onde a gestão estadual espera chegar ao fim do mandato, em dezembro de 2022. Os quatro parâmetros prioritários destacados são: PIB anual com crescimento anual na casa de 4% ao ano, geração de 500 mil empregos, Ideb com nota 5 e investimentos na casa de R$ 80 bilhões (realizados ou induzidos pelo governo).

RECEBA diariamente pelo WhatsApp as principais notícias do Paraná

O trabalho foi elaborado pelo escritório RC Consultores, sob o comando do economista Paulo Rabello de Castro, que já foi presidente do IBGE e do BNDES. Segundo a Secretaria de Estado da Casa Civil, o levantamento foi doado, sem custos ao governo. Com base em um diagnóstico, que apresenta indicadores do Paraná, foram traçados cenários desejáveis.

O documento se junta a outras diretrizes da gestão de Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) , como o plano de governo apresentado durante a campanha eleitoral e a proposta de reforma administrativa desenhada pela Fundação Dom Cabral.

O plano também propõe as bases de um projeto de lei de Eficiência na Gestão do Estado (LEGE), a ser apresentado na Assembleia Legislativa do Paraná. O governo estadual ainda não detalhou como pretende colocar a proposta em prática – que tipo de métricas serão analisadas ao longo do tempo para estabelecer se os objetivos foram cumpridos, nem se irá cobrar dos secretários algum tipo de avaliação de performance, como foi proposta pelo então governador Beto Richa (PSDB) em 2012 e depois abandonada.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]