i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
economia

Paraná registra maior alta mensal do país no setor de serviços

De junho para julho, índice de crescimento no estado foi de 7,1%, segundo o IBGE. Somente mais duas unidades da federação do país também tiveram avanço

  • PorDa Redação
  • 16/09/2017 18:46
Reação da economia doméstica, de hotéis a restaurantes, ajudou setor de serviços do estado. | Antônio More/Gazeta do Povo
Reação da economia doméstica, de hotéis a restaurantes, ajudou setor de serviços do estado.| Foto: Antônio More/Gazeta do Povo

O Paraná teve o maior aumento mensal de vendas do país no setor de serviços, que vai de alimentação a transportes. De acordo com o levantamento mais recente divulgado pelo IBGE, de junho para julho, a alta foi de 7,1%. Dos 27 estados, somente mais dois também tiveram crescimento nesse período (Amazonas e Mato Grosso).

Já no acumulado do ano (janeiro a julho), a alta é de 4% na comparação com o mesmo período de 2016, atrás apenas de Mato Grosso (4,2%). Também nesse levantamento, somente três estados do país têm índice positivo – o outro é o Rio Grande do Norte. A média geral brasileira é de - 4%.

LEIA TAMBÉM: Ex-diretor da Secretaria de Educação volta a ser preso em ação da Quadro Negro

No entanto, o acumulado dos últimos doze meses mostra o quanto a crise pela qual passa o país ainda afeta a economia paranaense. No período, a variação estadual no setor de serviços é de - 0,6%. Ainda assim, é o melhor índice do país, que, no geral, está na casa de - 4,6%.

No total, o setor de serviços representa de 40% a 45% da economia do estado. De acordo com o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social (Ipardes), como a demanda doméstica vem reagindo, o levantamento do IBGE apontou crescimento de 13% nos serviços prestados às famílias paranaenses, nos sete primeiros meses do ano. Isso se explicaria pelo avanço das vendas em hotéis e restaurantes.

Da mesma forma, impulsionados pela boa safra agrícola, serviços de transportes, auxiliares dos transportes e correios tiveram alta de 12,8% de janeiro a julho, na comparação com mesmo período do ano passado.

Já serviços profissionais, administrativos e complementares – como contadores, advogados e arquitetos - avançaram 4,2%.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.