Praça Miguel Couto, em Curitiba | Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
Praça Miguel Couto, em Curitiba| Foto: Marcelo Andrade/Gazeta do Povo

A Urbs, empresa ligada à prefeitura de Curitiba, vai lançar um edital de licitação para a ocupação de 49 pontos comerciais pela capital. Além de uma cafeteria na Praça Miguel Couto, mais conhecida como Pracinha do Batel, há espaços como lojas e boxes no Shopping Popular, anexo ao terminal do Capão Raso, e no Mercado Central da Rua da Cidadania Matriz, que fica na Praça Rui Barbosa.

O documento que abrirá o certame está sendo elaborado e deve ser divulgado nos primeiros quinze dias de fevereiro. Ainda não foram definidos os valores mínimos para a disputa, que terá como vencedores aqueles que oferecerem o maior valor para os cofres municipais.

Segundo a Urbs, duas das 11 lojas no Shopping Popular estão ocupadas, sendo que o restante dos espaços está vago. No Mercado Central, a loja que será licitada está ocupada e fica de frente para a rua Desembargador Westphalen. A cafeteria no Batel também está atualmente funcionando. Os prazos para as desocupações dos pontos variam desde o começo de 2018 e o prazo de um ano.

LEIA MAIS:Comércio da Rodoviária de Curitiba sofre com aluguel alto e crise

Os espaços têm tamanhos variados. No shopping, eles vão de 17 a 156 metros quadrados. No mercado, os boxes são de dois metros quadrados e a loja tem 70, divididos entre térreo e piso superior. O tamanho da cafeteria não foi informado, mas no local só pode ser exercida esta atividade.

Para os demais espaços, a atividade pretendida deve constar das propostas, sendo que terá que respeitar o plano de ocupação elaborado pela Urbs e que proíbe uma série de utilizações, de acordo com cada ambiente.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]