i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
podcast

Violência nas escolas e falha da PM: a situação da segurança pública no Paraná

No Pequeno Expediente de número 63, jornalistas da Gazeta do Povo comentam caso de feminicídio que não foi atendido pela Polícia Militar e o lançamento do programa Escola Segura

  • PorGazeta do Povo
  • 15/03/2019 19:06
 | /
| Foto: /

A segurança pública foi o assunto dominante na última semana, tanto no Paraná quanto em todo o país. No estado, a revelação de que a Polícia Militar (PM) não chegou a tempo para atender um caso de violência contra a mulher gerou repercussão na sociedade e no meio político. Questionado sobre o assunto, o governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) atribuiu a falha da PM, que chegou somente quando um feminicídio já havia se concretizado, à falta de estrutura da corporação.

RECEBA diariamente pelo WhatsApp as principais notícias do Paraná

Como resposta ao problema, Ratinho afirmou que o governo estuda alugar viaturas para a PM, mas não sinalizou a possível realização de um concurso público para aumentar o efetivo. Já o secretário de Segurança Pública, general Luiz Felipe Carbonell , afirmou que uma sindicância vai apurar o que houve no atendimento ao caso de Daniela Eduarda Alves, morta pelo marido no dia 14 de fevereiro.

LEIA TAMBÉM: Caso Banestado não acabou em pizza – e seus erros foram lições para a Lava Jato

Outro assunto que dominou o noticiário, a tragédia em Suzano, onde atiradores mataram oito pessoas em uma escola, também teve desdobramentos no Paraná. Por conta do caso, Ratinho Junior decidiu antecipar a implementação do programa Escola Segura , em que policiais da reserva farão a segurança nas escolas estaduais. Inicialmente, 100 colégios, dos 2.143 existentes, serão atendidos pelo programa.

No Pequeno Expediente desta semana, as jornalistas Bruna Walter e Giulia Fontes comentam as repercussões do caso Daniela no governo do Paraná e a implementação do Escola Segura. Confira:

O Pequeno Expediente é um podcast sobre política paranaense com atualização semanal. Feito pela equipe de reportagem da Gazeta do Povo, o programa fica disponível no site do jornal e nos principais aplicativos para Apple e Android.

LEIA MAIS: Instituto busca doações para financiar inovação em saúde no Paraná

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.