Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Política
  3. República
  4. Após ‘vitória’ em enquete online, Alvaro Dias confirma candidatura à presidência do Senado

em campanha

Após ‘vitória’ em enquete online, Alvaro Dias confirma candidatura à presidência do Senado

Podemos confirma candidatura de Senador paranaense e convoca população a eleger presidente da casa de forma indireta, através da internet

  • Giorgio Dal Molin
Após derrota na campanha para presidente da República, meta de Alvaro Dias agora é a presidência do Senado. | Albari Rosa/Gazeta do Povo
Após derrota na campanha para presidente da República, meta de Alvaro Dias agora é a presidência do Senado. Albari Rosa/Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O paranaense Alvaro Dias será candidato à presidência do Senado. O nome do senador, que tem mais quatro anos de mandato, foi oficialmente confirmado na disputa pelo partido de Alvaro: o Podemos.

Assim que os trabalhos do legislativo forem retomados, já com a presença dos senadores eleitos dia 1º de fevereiro, o senador do estado do Paraná confirma a possibilidade de que, no mesmo dia, seja realizada a eleição para a presidência da casa.

“A posse será às 15h, e depois da posse cabe aAlvaro Dias o presidente do Senado, o senador Davi Alcolumbre (DEM), único da mesa que ainda é senador, decidir o momento da eleição”, explicou o senador, em pronunciamento na internet.

VEJA AINDA:  Onda conservadora e novo governador: o que esperar da política do Paraná em 2019

Candidato derrotado à presidência da República pelo Podemos, o paranaense manifestou seu interesse à candidatura após uma consulta popular realizada pelo Facebook. Nela, 96,3% dos seguidores se mostram favoráveis ao nome de Alvaro Dias, com alcance de 110 mil pessoal, de acordo com o levantamento do Podemos.

“Em respeito a essa expressiva votação, o Podemos apresenta e apoia a candidatura do senador Alvaro Dias, parlamentar com experiência e trajetória exemplar, que o credenciam para levar adiante na Casa Legislativa as principais pautas para a recuperação e o desenvolvimento do Brasil”, divulgou o partido em nota.

Voto aberto

Para defender a candidatura, o político paranaense escreveu em mídias sociais que espera a busca por um legislativo independente, a rejeição a ‘tentativas de invasão’ de competências no Judiciário e agilidade. Prometeu ainda a devolução de medidas provisórias inconstitucionais e a valorização de iniciativas dos parlamentares e de populares, com prioridades em coincidência com as propostas do executivo.

“Essa eleição para o Senado é muito importante para o Brasil. Nós políticos precisamos aprender a ouvir a população, que deu seu recado nas urnas”, afirma Alvaro Dias. “Podemos fazer a campanha do não à corrupção, não à pilantragem e ao desrespeito. E também a manifestação do sim: quem escolhe o presidente do Senado deve ser feito pela população, então está faltando essa campanha nas redes sociais. E só há a campanha do ele não”, afirmou o Senador, claramente se referindo à candidatura de Renan Calheiros.

Alinhado ao discurso dos novos senadores, o paranaense é um dos apoiadores da campanha pelo voto aberto, nas casas legislativas. Seu partido também divulgou, na nota de lançamento da candidatura, contra o voto secreto nas eleições para a Câmara e ao Senado.

“O Podemos defende também o voto aberto nas eleições na Câmara dos Deputados e no Senado Federal. Para o partido, a transparência deve prevalecer em todos os atos do poder público, principalmente, em respeito ao direito constitucional do eleitorado brasileiro de saber como votam seus representantes eleitos”.

Um abaixo assinado na internet pelo voto aberto já conta com 800 mil assinaturas.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE