Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Bolsonaro brinca com faca durante festas de fim de ano. | Flickr/Família Bolsonaro
Bolsonaro brinca com faca durante festas de fim de ano.| Foto: Flickr/Família Bolsonaro

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), disse em post no Twitter que imagens informais que têm divulgado em redes sociais estão sendo problematizadas pelos meios de comunicação.

Bolsonaro compartilhou uma foto publicada por um de seus filhos, o vereador pelo Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (PSC), onde aparece sentado no chão.

LEIA MAIS: Premiê de Israel vai faltar à posse de Bolsonaro

Para Bolsonaro e seu filho, há uma tentativa de desconstruir a imagem do presidente eleito, enquanto as fotos representariam apenas cenas do cotidiano de um homem comum.

“Sempre foi assim! Tentam a todo custo desconstruí-lo como se tivesse forçando uma imagem! Digo tranquilamente: ou vivem numa bolha ou são simplesmente canalhas!”, disse Carlos no post que foi compartilhado pouco depois pelo pai.

Bolsonaro está passando o feriado de Natal com a família em uma base da Marinha na ilha de Marambaia, litoral sul do Rio de Janeiro. Durante a estadia no local, o presidente eleito já divulgou -via assessoria- fotos lavando roupa, preparando churrasco e indo à missa.

O hábito de divulgar fotos do cotidiano vem desde a campanha eleitoral e tem sido mantido depois de eleito.

Controle da Lei Rouanet

Bolsonaro também escreveu nesta quarta-feira (26) que sua administração irá exercer um rígido controle sobre as concessões feitas por meio da Lei Rouanet. Na avaliação do capitão da reserva, “há um claro desperdício” de recursos que poderiam ser aplicados em outras áreas. 

LEIA MAIS: ‘Empurrão’ de Sergio Moro deve tirar do papel a regulamentação do lobby no Brasil

Bolsonaro cita como exemplo o desembolso, em um único dia, pelo gerente de responsabilidade Sociocultural de Furnas, maior subsidiária da Eletrobras, de R$ 7,3 milhões para 21 entidades.

“Em 2019 iniciaremos rígido controle de concessões. Há claro desperdício rotineiro de recursos, que podem ser aplicados em áreas essenciais. Este mês, NUM SÓ DIA, o Gerente de Responsabilidade Sociocultural de FURNAS autorizou via LEI ROUANET R$ 7,3 MILHÕES para 21 entidades”, diz no post o presidente eleito.  

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]