Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Bombeiros trabalham no resgate às vítimas. | Corpo de Bombeiros de São Paulo/
Bombeiros trabalham no resgate às vítimas.| Foto: Corpo de Bombeiros de São Paulo/

Em Mauá, na Grande São Paulo, quatro crianças morreram vítimas de desabamentos que aconteceram em consequência das fortes chuvas que atingiram a região no sábado (16). No bairro Jardim Zaira, o corpo de um menino de 8 anos foi localizado pelos bombeiros por volta das 3h deste domingo. Às 4h30, a equipe de salvamento resgatou o corpo da outra vítima, um bebê de 11 meses. A mãe foi socorrida por pessoas que estavam no local.

A 1,5 km dali, na avenida Cidade Mauá, duas crianças, um menino de 4 anos e uma menina de 11, também morreram soterrados. A mãe, de 38 anos, foi socorrida ainda no sábado, com vários ferimentos, e transportada pelo Samu ao hospital estadual Mário Covas. Um homem de 41 anos teve uma fratura exposta e foi levado ao Hospital Nardini.

LEIA TAMBÉM: Filhos de Jair Bolsonaro negociam migrar para nova UDN, diz jornal

Alagamentos na capital

No sábado (16), os bombeiros tiveram de usar botes para retirar pessoas que ficaram ilhadas, na Vila Prudente, que fica na zona leste da capital paulista. Na mesma região, o rio Aricanduva transbordou e, no Ipiranga, zona sul, o córrego que leva o mesmo nome do bairro estava prestes a transbordar também por volta das 20h.

De manhã, no Jardim Ângela, na zona sul, pelo menos 15 casas foram atingidas por um deslizamento de terra. Não houve feridos.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, entre 0h e 23h59 de sábado, foram registradas 147 quedas de árvores, 81 desmoronamentos e desabamentos e 62 enchentes ou alagamentos em São Paulo.

LEIA MAIS: Moradores são evacuados de área próxima a duas barragens da Vale em Minas

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]