i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
julgamento

Lula inflama reação de militância e PT promete invadir Porto Alegre em janeiro

Ex-presidente participou de evento com a bancada petista no Congresso e conclamou “reação”

  • PorEvandro Éboli
  • Brasília
  • 13/12/2017 10:44
 | Ricardo Stuckert/PT
| Foto: Ricardo Stuckert/PT

Lideranças petistas anunciaram na manhã desta quarta-feira (13/12) a realização de uma manifestação gigante em Porto Alegre no dia 24 de janeiro. Na data, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), sediado na capital gaúcha, vai julgar o recurso do ex-presidente Lula contra a condenação a 9 anos e 6 meses de prisão no caso tríplex, expedida em agosto pelo juiz Sergio Moro. A convocação ocorreu em evento da bancada petista no Congresso Nacional com a presença de Lula, que falou pela primeira vez sobre a definição da data: “marquem o julgamento para quando quiserem, mas leiam o processo”.

Novo líder do PT na Câmara dos Deputados, Paulo Pimenta (RS), disse que o partido vai transformar Porto Alegre na “capital mundial da resistência”. Nas duas vezes em que Lula prestou depoimento a Moro em processos de primeira instância, em Curitiba, também houve mobilização de petistas de todo Brasil. O julgamento no TRF-4, porém, é ainda mais decisivo para o futuro do ex-presidente porque, além de poder levar o ex-presidente à prisão, pode tirá-lo das eleições de 2018, de acordo com critérios da Lei da Ficha Limpa.

LEIA MAIS: Julgamento de Lula em janeiro vai definir o cenário eleitoral? Possivelmente não

Na sua fala, Lula evitou críticas à agilidade do agendamento. “Não posso dar muito palpite sobre a data. Passei minha vida inteira criticando a Justiça por ser morosa, agora não vou criticá-los.”

Na sequência, em tom irônico, sugeriu que marcaria o julgamento “para depois das eleições”, mas que não tem esse poder. “Eles que marquem quando quiserem, só peço que eles leiam o processo. Quero que vocês [petistas] leiam o processo para terem convicção e certeza do que vocês vão falar.”

LEIA MAIS: Como será o julgamento do caso tríplex em Porto Alegre

Lula também conclamou os aliados a “resistir”. “A única coisa que eu não quero é ser condenado inocente. Vou brigar com todas as minhas forças porque sei que o único objetivo é não deixar o PT voltar ao poder.”

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.