i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
GOVERNO BOLSONARO

Ex-diretor da Vale e do BC será o novo presidente da Petrobras

Economista Roberto Castello Branco foi convidado por Paulo Guedes para presidir a estatal de petróleo. Ivan Monteiro permanece no comando até a nomeação do novo presidente

  • PorDa Redação
  • 19/11/2018 06:53
 | Stéferson Faria/Agência Petrobras
| Foto: Stéferson Faria/Agência Petrobras

O economista Roberto Castello Branco será o novo presidente da Petrobras no governo de Jair Bolsonaro (PSL). Ele foi convidado pelo futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, e aceitou o convite. O atual presidente da estatal, Ivan Monteiro, permanece no comando até a nomeação do novo presidente, em 1.º de janeiro.

Roberto Castello Branco é economista e ex-diretor do Banco Central e da Vale. Tem formação na Universidade de Chicago, berço do liberalismo econômico, onde concluiu seu pós-doutorado, assim como Paulo Guedes. É ex-presidente do IBMEC e, atualmente, diretor no Centro de Estudos em Crescimento e Desenvolvimento Econômico da Fundação Getúlio Vargas. Chegou a fazer parte do conselho da Petrobras durante o governo de Dilma Rousseff (PT).

Ele é o 11.º nome confirmado para o primeiro escalão do governo. Na semana passada, foram anunciados os novos presidentes do Banco Central e do BNDES e o ministro das Relações Exteriores. Joaquim Levy, ex-ministro da Fazenda no governo Dilma, vai assumir o BNDES. O economista Roberto Campos Neto, diretor do Santander e neto de Roberto Campos, reconhecido economista liberal, vai comandar o Banco Central. Já o diplomata Ernesto Araújo será o novo chanceler brasileiro.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.