221557

Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Política
  3. República
  4. Governo estuda anistia para legalizar armas irregulares

armas

Governo estuda anistia para legalizar armas irregulares

Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, diz que governo pode editar medida provisória para legalizar até 8 milhões de armas que estão irregulares no Brasil

  • Da Redação
 | Josue Teixeira/Josue Teixeira
Josue Teixeira/Josue Teixeira
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Depois de assinar um decreto nesta terça-feira (15) que flexibiliza as regras para a posse de armas no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) deve editar uma medida provisória para legalizar até 8 milhões de armas irregulares no país. A informação é do jornal O Globo e a medida provisória está prevista para sair ainda neste mês.

Segundo o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, quem tem armas irregulares em casa ou no trabalho poderá ser anistiado pela medida provisória. De acordo com o jornal O Globo, a anistia valerá tanto para quem deixou de renovar o registro quanto para armas que nunca foram licenciadas.

LEIA MAIS: O que muda com o decreto de Bolsonaro que flexibiliza posse de armas

Entre as mudanças que entraram em vigor com a assinatura do decreto estão o período de renovação do registro, a quantidade de armas que cada cidadão pode registrar em seu nome e mudanças nos critérios para comprovação de efetiva necessidade de possuir uma arma. Na prática, o decreto possibilita que moradores de qualquer cidade do país tenham acesso a armas de fogo, desde que cumpram os requisitos previstos na legislação: apresentação de laudo psicológico, aptidão técnica e inexistência de antecedentes criminais, por exemplo.

O decreto estabelece que cidadãos que morem na área rural têm direito a pedir a posse de armas. Além disso, quem morar em estados onde a taxa de homicídios seja superior a 10 a cada 100 mil habitantes também podem pedir o direito a posse. O parâmetro estabelecido no decreto é um estudo do Fórum Brasileiro de Segurança Pública publicado em 2018, que mostra que todos os estados do Brasil têm taxas superiores a essa. O estado com o menor número de homicídios por 100 mil habitantes é São Paulo, com uma taxa de 10,9.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O jornalismo da Gazeta depende do seu apoio.    

Por apenas R$ 0,99 no 1º mês você tem
  • Acesso ilimitado
  • Notificações das principais notícias
  • Newsletter com os fatos e análises
  • O melhor time de colunistas do Brasil
  • Vídeos, infográficos e podcasts.
Já é assinante? Clique aqui.
>