Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Política
  3. República
  4. Por apoio, Bolsonaro admite aceitar indicações de partidos para o 2.º escalão

congresso

Por apoio, Bolsonaro admite aceitar indicações de partidos para o 2.º escalão

Segundo participantes do encontro do presidente eleito com a bancada do PR, Bolsonaro sinalizou que vai ouvir as siglas para compor o 2.º escalão de seu governo. Mas ele assegurou que não vai haver troca de favores

  • Brasília
  • Folhapress
 | Evaristo Sá/AFP
Evaristo Sá/AFP
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) acenou nesta quarta-feira (5) a parlamentares que irá negociar, nas próximas semanas, cargos no segundo escalão do futuro governo para obter apoio no Congresso. De acordo com relatos feitos à reportagem, a promessa foi feita em encontro com deputados do PR, em Brasília.

Bolsonaro recebeu durante a tarde da quarta as bancadas do PR e do PSDB. Um dia antes, havia conversado com integrantes do MDB e PRB.

Leia também: PSDB sinaliza que vai apoiar Bolsonaro na Câmara

Segundo participantes do encontro de Bolsonaro com o PR, parte do discurso do presidente eleito foi de que a política não será feita como nos mandatos anteriores, com troca de favores. Apesar disso, Bolsonaro sinalizou que vai ouvir as siglas para formar seu segundo escalão, que engloba cargos federais nos ministérios e nos estados.

Saiba mais: “Vamos ajudar”, diz líder do MDB sobre o governo Bolsonaro

De acordo com deputados que estiveram na reunião da tarde desta quarta, as conversas do segundo escalão começarão em breve. “Ele [Bolsonaro] disse que em duas ou três semanas ele vai começar a discutir com bancadas e com grupos o segundo escalão”, disse Lincoln Portela (PR-MG). “Mas ele foi bem claro, que não haverá troca de favores”, completou.

O PR anunciou nesta quarta que passou formalmente a fazer parte da base do governo eleito, mas disse que a fidelidade será discutida projeto a projeto. “Não vamos atuar de maneira coercitiva ou de qualquer outra maneira forçar o parlamentar ou colega de maneira que o partido está encaminhando. Vamos envidar todos os esforços no sentido do convencimento”, disse José Rocha (BA), líder do PR.

Fique por dentro: “Blocão” para isolar PT e PSL abala relação na oposição a Bolsonaro

Escreva ou cole aqui o seu script HTML

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE