Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | /
| Foto: /

A quebra do sigilo sobre as delações de 77 executivos e ex-executivos do Grupo Odebrecht à Procuradoria-Geral da República (PGR) caiu como uma bomba no cenário político nacional na última terça-feira (11). Dezenas de integrantes do mais alto escalão político do país se tornaram alvo de investigação no Supremo Tribunal Federal (STF), depois que o relator da Lava Jato na Corte, o ministro paranaense Edson Fachin, aceitou 76 dos 83 pedidos de inquéritos feitos pela PGR. Serão investigados, entre outros, oito ministros do governo Michel Temer, 24 senadores e 39 deputados federais, dos mais diversos partidos, por indícios de crimes como caixa 2, lavagem de dinheiro e corrupção passiva.

Outros políticos e pessoas citados nas delações que não possuem foro privilegiado no STF constam em 201 petições encaminhadas a outras instâncias do Judiciário. Veja no infográfico abaixo quem são os acusados, os cargos que ocupam e as suspeitas que recaem sobre cada um deles – é possível ainda acessar os PDFs dos inquéritos e das petições:

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]