i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
papo reto

‘Você quer me matar?’, brinca Bolsonaro com Mourão

Do hospital onde está internado, presidente telefonou para vice-presidente no sábado em meio a especulações sobre suposto estremecimento da relação entre os dois

    • Folhapress
    • 11/02/2019 20:36
     | Marcello Casal Jr/Agência Brasi
    | Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasi

    Na primeira conversa que tiveram desde que se recuperou de um quadro de pneumonia, o presidente Jair Bolsonaro fez uma brincadeira com o vice-presidente Hamilton Mourão. Sob críticas dos filhos do presidente por sua postura pública, o general da reserva recebeu uma ligação no sábado (9) de Bolsonaro, internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo. “Você quer me matar?”, indagou o presidente.

    Sem entender, Mourão, que havia no mesmo dia trocado mensagens com Bolsonaro, questionou o motivo da pergunta. “Eu neste hospital e você no churrasco?”, afirmou, aos risos. O relato da conversa foi feito por Mourão nesta segunda-feira (11). 

    LEIA TAMBÉM: Bolsonaro é escolhido ‘Pessoa do Ano’ pela Câmara de Comércio Brasil-EUA

    Ele contou que a ligação foi feita trinta segundos depois de ter informado ao presidente, por meio de mensagem escrita, que participaria de churrasco de sua turma da academia militar.

    Nas últimas semanas, aliados do presidente intensificaram as críticas ao vice-presidente. Para eles, Mourão tem tentado se apresentar como um contraponto a Bolsonaro.

    Eles apontam como exemplo encontro do general com a Central Única dos Trabalhadores (CUT), entidade sindical ligada ao PT, e a defesa para que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participasse do velório de seu irmão.

    LEIA TAMBÉM: 5 fatos que mostram como é difícil para o governo Bolsonaro ‘desmamar’ do estatismo

    Em entrevista à Folha de S.Paulo, o ex-estrategista-chefe da Casa Branca Steve Bannon, que foi formulador da retórica que elegeu Donald Trump, chegou a dizer que Mourão “não é muito útil”, “é desagradável” e “pisa fora da sua linha”. “Eu sou um cara legal, pô”, reagiu o vice-presidente.

    O entorno do presidente defende que, ao retornar a Brasília, após receber alta médica, Bolsonaro se reúna com Mourão para arrefecer a versão de que a relação de ambos passaria por uma crise.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.