Museu Alfredo Andersen reabre com nova proposta e novo nome após reforma bancada pela Renault

Será reaberto no dia 7 de dezembro o Museu Casa Alfredo Andersen, após a reforma de suas instalações com recursos destinados pela Renault por meio do programa Paraná Competitivo. O custo das obras foi de R$ 700 mil, segundo a Secretaria da Cultura do estado. A revitalização também contou com recursos adicionais de R$ 25 mil doados pela Sociedade Amigos de Alfredo Andersen, entidade autônoma que deu origem ao então Museu Alfredo Andersen, presidida pelo advogado Wilson José Andersen Ballão, bisneto do pintor. Os recursos investidos nas obras contemplam uma nova expografia, com o uso de técnicas e materiais contemporâneos, como aço e vidro, que culminam em um novo conceito, o de museu casa. Assim, o novo Museu Casa Alfredo Andersen (MCAA) valoriza o fato de o artista ter morado, trabalhado e lecionado no local. A construção, localizada na Rua Mateus Leme, no Centro Histórico de Curitiba, foi tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico do Paraná em 1971. A parceria entre o governo do Paraná e a Renault já possibilitou, nos últimos quatro anos, a reforma da Biblioteca Pública do Paraná e do Centro Cultural Teatro Guaíra.

LEIA TAMBÉM: 

Siga Reinaldo Bessa no Twitter.

Curta a página no Facebook.

8 RECOMENDAÇÕES PARA VOCÊ