i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Eleição nos EUA

O que Trump e Biden falaram sobre a Amazônia, e qual foi a reação do governo Bolsonaro

  • Brasília
  • 26/10/2020 16:37
Adversários nas eleições a presidente dos EUA, Trump e Biden têm visões opostas sobre a Amazônia brasileira.
Adversários nas eleições a presidente dos EUA, Trump e Biden têm visões opostas sobre a Amazônia brasileira.| Foto: Jim Watson e Saul Loeb/AFP

A corrida eleitoral dos Estados Unidos se aproxima do fim e a preservação da Amazônia fez parte do discurso de campanha do candidato democrata Joe Biden por duas vezes. Da parte do presidente norte-americano, o republicano Donald Trump, o assunto não foi abordado publicamente no período eleitoral. Mas Trump já havia se posicionado anteriormente sobre o que pensa sobre a política brasileira para a floresta amazônica.

Em 15 de outubro, na declaração mais recente, Biden fez menção à região amazônica ao defender a importância de sua preservação para conter mudanças climáticas. A declaração foi feita numa resposta a eleitores. “O maior sequestrador de carbono no mundo é a Amazônia. A cada ano, ela absorve mais carbono que as emissões inteiras dos Estados Unidos”, disse.

Antes, em setembro, Biden havia sido mais duro. Durante o primeiro debate presidencial com Trump, o democrata ameaçou o Brasil com "consequências econômicas significativas" se o país não implantar políticas para impedir o desflorestamento da Amazônia.

Biden acusou o governo brasileiro de ser leniente com a destruição da Amazônia. “O Brasil, a floresta tropical do Brasil, está sendo demolida, está sendo destruída. Mais carbono é absorvido naquela floresta tropical do que cada pedacinho de carbono que é emitido nos Estados Unidos”, disse.

Como "solução" para conter o desmatamento da Amazônia, Biden disse que, se eleito, se reunirá com autoridades de outros países para propor uma ajuda ao Brasil. “Eu estaria me reunindo e garantindo que os países do mundo venham com US$ 20 bilhões e digam: 'Aqui estão US$ 20 bilhões. Pare! Pare de derrubar a floresta e, se não fizer isso, você terá consequências econômicas significativas’.”

A declaração de Biden provocou uma rápida reação do governo brasileiro. Pelas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro disse que seu governo realiza “ações sem precedentes” para proteger a Amazônia. “A cobiça de alguns países sobre a Amazônia é uma realidade. Contudo, a 'externação' [dessa cobiça], por alguém que disputa o comando de seu país, sinaliza claramente abrir mão de uma convivência cordial e profícua.”

Nesse mesmo dia, Bolsonaro fez um duro pronunciamento em defesa da soberania brasileira sobre a Amazônia, em discurso pré-gravado na Cúpula da Biodiversidade das Nações Unidas. O tom usado foi mais firme do que o que abriu a Assembleia-Geral da Organização da ONU, quando também defendeu as ações brasileiras na Amazônia. O presidente citou o “direito soberano” dos Estados membros de explorar seus recursos naturais e rechaçou a “cobiça internacional” sobre a região. “Vamos defendê-la de ações e narrativas que agridam os interesses nacionais.”

O que Trump já falou sobre a Amazônia

Donald Trump não chegou a citar a Amazônia durante sua campanha de reeleição. Mas sua posição sobre a política brasileira para a floresta é conhecida: ele apoia a posição do governo Bolsonaro sobre a soberania nacional na região.

Em agosto de 2019, quando Bolsonaro era internacionalmente criticado por causa de queimadas na Amazônia, Trump informou em suas redes sociais ter conversado com o presidente brasileiro para demonstrar apoio. “Eu disse a ele que os Estados Unidos podem ajudar na questão dos incêndios da Floresta Amazônica. Estamos prontos para dar assistência”, disse.

O apoio foi comemorado por Bolsonaro, que levantava a bandeira de defesa da soberania brasileira na região amazônica. “Obrigado, presidente Donald Trump! Estamos tendo grande sucesso no combate aos incêndios. O Brasil é e seguirá sendo exemplo para o mundo em desenvolvimento sustentável. A campanha de fake news fabricada contra nossa soberania não prosperará. Os EUA podem contar sempre com o Brasil”, publicou, em resposta ao norte-americano.

Brasil e Amazônia estão em "3.º plano" nas preocupações dos EUA

A ausência de referências à Amazônia por parte de Trump durante a campanha eleitoral dos Estados Unidos não surpreende quem acompanha o assunto – bem como as poucas menções não apenas à floresta amazônica, mas também ao Brasil da parte dos dois candidatos.

A especialista em sustentabilidade Verônica Prates, gerente da BMJ Consultores Associados, diz que o posicionamento do atual governo americano é semelhante ao de Bolsonaro nesse tema. “A postura de Trump é muito pró-soberania nacional. É uma postura até semelhante à do governo brasileiro, de que temos total soberania sobre a Amazônia”, diz Verônica.

Já as poucas citações à Amazônia na corrida eleitoral estão relacionadas à importância que tanto Trump quanto Biden dão ao Brasil em suas agendas de política externa.

“O Brasil não é o foco das discussões [nos EUA]. Na pauta de política externa [da campanha americana], tivemos um foco muito maior principalmente na relação com a China. E, em segundo plano, temos a relação e embates pessoais dos presidenciáveis com relação à Rússia e Ucrânia. O Brasil estaria em terceiro plano”, diz Verônica.

Bolsonaro foi alvo da Câmara dos EUA

Apesar de não ter sido um tema recorrente na eleição americana, o governo Bolsonaro e as políticas ambientais do Brasil foram alvos recentes de deputados democratas na Câmara dos Estados Unidos.

Em junho, democratas da Comissão de Orçamento e Tributos da Câmara americana informaram à Casa Branca ter “fortes objeções à busca de qualquer acordo comercial ou à expansão de parcerias comerciais com o Brasil do presidente Jair Bolsonaro”.

No documento, os deputados americanos afirmam que a gestão Bolsonaro representa riscos para a democracia, direitos humanos e meio ambiente. “Apesar de parecer haver considerável apoio no Congresso para formar uma parceria estratégica de longo prazo com o Brasil, muitos membros [do Senado e Câmara] podem relutar em fazer avançar grandes acordos comerciais bilaterais ou iniciativas de segurança no curto prazo”, diz um trecho do texto.

Já em julho, a Comissão de Relações Internacionais cobrou o afastamento da família Bolsonaro da eleição norte-americana. A Câmara dos Estados Unidos é controlada pelo Partido Democrata.

9 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 9 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • F

    Fabiano

    ± 10 horas

    A Amazônia não sequestra nenhum carbono que é expelido pelos EUA. Já está comprovado que ela sequestra o próprio carbono e que não é o pulmão do mundo. Deveria o Sr. Biden saber disso é quando se fala una imbecilidade dessa a resposta deveria ser não aplausos , mas perguntar se não seria uma boa ideia por exemplo, que os países deixassem de fazer negócio com a Califórnia porque ela não consegue controlar os seus incêndios. Ou perguntar ao Sr. Macron, já que Notredame pegou fogo, se ele não devíamos transferir todo patrimônio cultural da França para ser gerido pela ONU.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Fabiano

    ± 10 horas

    A Amazônia não sequestra nenhum carbono que é expelido pelos EUA. Já está comprovado que ela sequestra o próprio carbono e que não é o pulmão do mundo. Deveria o Sr. Biden saber disso é quando se fala una imbecilidade dessa a resposta deveria ser não aplausos , mas perguntar se não seria uma boa ideia por exemplo, que os países deixassem de fazer negócio com a Califórnia porque ela não consegue controlar os seus incêndios. Ou perguntar ao Sr. Macron, já que Notredame pegou fogo, se ele não devíamos transferir todo patrimônio cultural da França para ser gerido pela ONU.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • O

    OBSERVADOR

    ± 19 horas

    De fato, a maior parte Amazônia são em terras brasileiras, disso não há duvida, mas o que se discuti não é a soberania, como Bolsonaro tanto alega, mas sim o processo de gestão deste bioma tão importante ao planeta terra. Deveria se criar um conselho mundial para orientar diretrizes a esse processo de gestão, atrelado logicamente com contrapartida financeira. A contumaz atitude belicosa de Bolsonaro o impede de ver essa possiblidade de trazer beneficios ao Brasil preservando a Amazônia.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • F

      Fabiano

      ± 9 horas

      Excelente ideia Observador! Qué tal a gente fazer um conselho mundial para a gestão de todas as reservas de petróleo do mundo? Que tal um conselho mundial para a gestão de todas as reservas minerais chinesas? Que tal um conselho mundial para fazer a gestão da origem de todo dinheiro que entra em ONGs e movimentos depredadores de patrimônio cultural? Que tal... na verdade tenho que parar de escrever para ir ao banheiro, posso ir ou tenho que pedir autorização a algum conselho mundial?

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • M

      Marcelo

      ± 12 horas

      Gostaria muito de saber se eu montasse um grupo de gestão para controlar sua casa e falasse olha agora vamos colocar diretrizes para vc chegar, sair ou fazer qualquer reforma aqui na sua casa.. e para isso vamos pagar uns 100 reais por mês.. ai sim eu gostaria de saber qual a sua opinião verdadeira sobre isso.. por enquanto o que vc fala é só M....

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Ale

    ± 1 dias

    Coisas difíceis de entender, na Europa o boiadeiro mor disse ao democrata ambientalista Al Gore que queria "explorar a Amazônia com os americanos", agora vem com esse papo de soberania. https://www.youtube.com/watch?v=CPpH7FRFcY0 Se fosse o Trump oferecendo os 20bi ele aceitaria. O Brasil está tão perdido diplomaticamente que fustiga o principal cliente e se alinha aos EUA automaticamente, mesmo que isso não nos tenha trazido benefício nenhum, vide as tarifas do aço.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Ricardo Cesar Martins Santos

    ± 2 dias

    Esse gagá, está enganado, a Amazônia não é o pulmão do mundo, isso é papo de Globalista, para pegar trouxas!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    ADRIANA M

    ± 2 dias

    O interesse dos USA pela Amazonia pode ser melhor dimensionado com a leitura dos livros "A Ilusão Americana", de Eduardo Prado, impresso em 1893, cujas edições foram apreendidas e, ato contínuo, sido proibido pelo governo militar que acabara de derrubar a monarquia; e "O Sul mais Distante", de Gerald Horne, o qual relata os planos de ocupação da Amazonia por escravistas radicais. E, já naqueles tempos havia políticos e empresários dispostos em tudo ceder aos "mui amigos" do norte.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    MAURO USA

    ± 2 dias

    Trump 2020 !!! Bolsonaro 2022!!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]