i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Cúpula do G-20

Bolsonaro defende reformas na OMC para alavancar economia global

  • PorGazeta do Povo
  • 21/11/2020 17:44
jair-bolsonaro - OMC
O presidente da República, Jair Bolsonaro| Foto: Marcos Correa

O presidente Jair Bolsonaro pediu neste sábado (21) aos demais líderes do G-20, durante reunião virtual em Riad, na Arábia Saudita, reformas e avanços nos compromissos da Organização Mundial do Comércio (OMC). Para o presidente da República, os pilares que foram o acordo – negociações, solução de controvérsias, monitoramento e transparência – são importantes para alavancar a economia global após a pandemia do coronavírus.

Para Bolsonaro, houve avanços nas tratativas de cooperação internacional após a última reunião do G-20, ocorrida em 26 de março. Ele citou como exemplo, esforços e o sucesso na manutenção do fluxo comercial regular entre os países. O presidente da República também defendeu que a OMC se empenhe na discussão sobre redução de subsídios para bens agrícolas. Bolsonaro criticou que promoção de bens industriais tem sido prioritária pela entidade.

Para ele, a reforma da organização deve prever “a criação de condições justas e equilibradas não só de bens, mas também de serviços”. Em seu discurso, Bolsonaro também citou a injeção de US$ 11 trilhões feita pelos países participantes do G20 em pacotes de estímulos locais durante a pandemia da Covid-19.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.