• 01/10/2020 11:15
Dados preocupantes

Queimadas na Amazônia aceleram em setembro, aponta Inpe

  • 01/10/2020 11:15
    PT quer obrigar governo a combater incêndios
    Brigadista do Ibama combate incêndio na Amazônia, em 2019.| Foto: Vinicius Mendonça/Ibama

    A Amazônia registrou 32.017 focos de incêndios no mês de setembro, de acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), do governo federal. Os números representam um avanço de 9,25% em relação ao registrado no mês de agosto, quando o órgão anotou 29.307 focos. Tradicionalmente, agosto, setembro e outubro são os meses que mais concentram focos de queimada na região, mas o Ibama alerta que quanto mais tarde aumentam os números de focos de calor e incêndios, mais danoso para o meio ambiente é. Setembro costuma concentrar até um terço dos focos de calor do ano. O pior mês de setembro já registrado na série histórica do Inpe foi em 2007, com 73.141 focos. Em 2019, quando a situação na região ficou ruim em agosto, setembro teve uma desaceleração, com 19.925 focos. No acumulado dos nove primeiros meses de 2020, a Amazônia já tem 76.030 focos – em 2019, o ano todo teve 89.176. O pior desempenho em um ano ocorreu em 2004, com 218.637 focos.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.